domingo, 23 de novembro de 2014

Quem Disse Que o Amor Pode Acabar?





Todo mundo sonha em ter um amor para vida toda, um amor daquele tipo regado à muita paixão, com direito a beijos cinematográficos, vontade de nunca sair de perto e aquele desejo enorme de amar e ser amado. Tudo parece perfeito, mas as coisas estão cada vez mais difíceis nos dias de hoje. Qual o problemas dos relacionamentos atuais? Onde está esse tal de amor que todos buscam? 

Amor. Está todo mundo buscando um, mas as pessoas estão perdendo o significado do que é o amor, do âmago dessa palavra; estão esquecendo do quanto esse sentimento é importante. Amar, meus caros, vai muito além de uma palavra, de dizer "eu te amo!". Significa sentir saudade mesmo antes do outro ir embora. É é ficar triste quando o outro está. É quando o sorriso do outro te deixa de bom humor (ainda mais naquele dia terrível que você teve e tudo parecia que ia desabar). É não se sentir obrigado a dar de si e sim se sentir feliz por fazer isso sem cobrança alguma. 

Chega a ser engraçado o que vou dizer, mas as pessoas estão se fechando para o amor, cansaram de tentar buscar esse sentimento tão nobre e estão construindo muros em volta de seus corações. Muros intransponíveis, que não deixam ninguém entrar e mostrar o quando é importante ter alguém para compartilhar momentos, felizes ou não. 

Mas, o que realmente precisamos entender é que cada um é único. E sim, é possível que seu coração seja torturado e quebrado mais de uma vez. Entretanto, é estupidez criar muros para protegê-lo, evitando qualquer envolvimento, tornado-se assim alguém amargurado. 

É muito importante saber como começar, aprender a baixar a guarda, mas mantendo o amor próprio. Observar cada detalhe sutil, ser sincero e exigir o mesmo. É de suma importância saber o que realmente o outro quer e ter a certeza se é isso que você quer também. 

Por isso, o meu pedido é apenas um: não desista do amor! Ele é o melhor sentimento que temos dentro de nós. Temos apenas de aprender a lidar com ele e evitar seguir o caminho errado dessa eterna busca do amor. Afinal, o grande mestre C.S Lewis já dizia e, acredito, suas palavras encerram muito bem o que estou dizendo:
"Para amar é preciso ser vulnerável."
Leandro Faria  
Márcio Lourenço, nosso colunista convidado de hoje, é um romântico incurável, do interior do estado do Rio de Janeiro, tem vinte e poucos anos, apaixonado por viagens, fotografia e uma bela poesia.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: