sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Sobre a Facilidade de se Encontrar Alguém nos Dias de Hoje (ou Não)





A internet tornou-se, nos últimos anos, uma imprescindível ferramenta para se conhecer alguém. Quer seja apenas para sexo, quer seja para encontrar a tão sonhada cara metade. Dos antigos chats até os famosos aplicativos, temos os mais diversos meios e a frase “só está só quem quer” acabou virando um bordão para os afortunados que encontraram seus parceiros na rede.

Hoje em dia, ninguém precisa sair de casa para achar o príncipe encantado, nem tampouco vencer a forte oposição paterna para sair com a donzela. Basta apenas um smartphone e, pimba! Já temos companhia para a noite mais fria. Um verdadeiro achado para os mais tímidos, a alegria dos descarados.

Mas será que realmente apenas está sozinho quem quer? Claro que quantidade não significa qualidade. A internet pode oferecer mil soluções, até mesmo ensinar a ter um bom diálogo com uma pessoa que está se conhecendo e não se tem a menor ideia de como agir. Porém, mesmo assim, tudo vai depender da famosa química e, sobre isso, nada pode ser feito. Se 1+1 não virarem 2 na hora, então esqueça! Mas claro que isso sempre pode ser o começo de uma boa amizade, quem sabe, isso é tão normal... Quantas pessoas começaram assim. E quantas começaram na cama e terminaram na lama? Porque isso acontece. E muito. Ou quantas nem esperaram chegar a sobremesa e já foram lá esquentar o corpo debaixo dos lençóis. O que poderá acontecer depois de um oi, meus caros, ninguém pode prever.

E eis que com a internet, muito pode ser resolvido, afinal, amigos e gostos em comum podem ser descobertos com um simples clique. De repente, o que pode ser bom para um, não pode ser para outro, faz parte. Fotos comprometedoras podem ser deletadas, já que não estarão num porta-retratos na sala de visitas de seus pais, afinal todo mundo quer estar bem na fita, ops, na rede. E muito pode se saber de outra pessoa simplesmente vendo suas fotos ou lendo sua linha do tempo. Suas convicções político-religiosas podem ser um empecilho ou não; quem sabe justamente isso é o que pode atrair o outro? E não adianta tentar ser o que não é. A verdade sempre vem à tona!

Por outro lado, existem aqueles que acreditam que na internet só tem gente maluca e que ela tirou o romantismo que havia antes, já que tudo ficou muito fácil. Mas romantismo é algo que pode ser recriado em qualquer hora, em qualquer lugar. Tudo depende de como cada pessoa possa se comportar perante tais situações. A internet é um caminho, mas não O caminho. Pode-se encontrar alguém para um bom bate papo na fila do supermercado, na antessala duma clínica médica ou no ônibus. As pessoas estão aí para serem vistas. E gente maluca tem em todo lugar, não apenas no mundo virtual.
Leandro Faria  
Serginho Tavares é um apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), da TV e da literatura. Adora escrever e é o colunista oficial do Barba Feita às sextas. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência até a praia e mantenha sempre os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter


2 comentários:

mauri disse...

Solteiro horror story

Alexandre Melo disse...

A internet é apenas ferramenta, as pessoas é que não sabem usá-la e somos eu e Wans a prova cabal disso.

Sim, só está só quem quer e isso não é de todo ruim, a sociedade e mídia cobram que você esteja com alguém e tenha um relacionamento mas é um fogo fátuo já que não é no outro onde reside sua felicidade, ela pode ser complementada com ele mas, se deseja mesmo isso aconselho iniciar pelo espelho..