terça-feira, 28 de abril de 2015

Não Querer Ter Filhos É Normal




Outro dia, conversando com um cliente também gay, descobri que não estou sozinho no mundo. Toda vez que eu digo que não quero ter filho porque não sou fã de crianças, as pessoas me olham espantadas, como se eu tivesse... Sei lá, dito que Iggy Azalea é melhor que Nicki Minaj, ou que... Ah, como se eu tivesse dito um absurdo bem cabeludo, sabem? 

O que eu posso fazer? É um direito que eu tenho, eu não gosto, ué! Mas não, as pessoas começam a falar, e perguntam: "Mas por que você não gosta de criança? Você já foi uma!", e é por esse exato motivo que eu não gosto. Crianças são caras, dão trabalho, muito trabalho, e ter um filho ou dois nunca esteve, e nunca estará no meu plano de vida, que eu não vou dizer qual é, porque o foco aqui não é esse, mas o ponto é que, ter um filho é pra quem sempre gostou de crianças. 

Aí eu digo que não gosto e as pessoas me olham como se eu fosse um assassino de criancinhas, outro fato totalmente errado. Eu até gosto de algumas crianças, tem umas que me divertem, são bonitinhas, e são ainda mais bonitas pelo fato de eu poder devolvê-las aos responsáveis! 

Eu não quero me casar e adotar uma criança, ou contratar uma barriga de aluguel, só pra virar matéria de algum jornal ou revista, ou porque é bonito, romântico, poético... Não quero porque crianças não estão nos meus planos. E tá tudo bem! 

O cliente é feliz com os cães e as galinhas dele, o PH mesmo mostrou a família dele aqui. Quer coisa melhor do que uma família constituída por você, seu marido e duas criaturinhas que só falam "miau", e que não pedem celular com câmera, te xingam quando você não deixa ir pra balada, ou vivem te pedindo dinheiro?

As pessoas precisam parar de querer enfiar as ideias delas na cabeça dos outros a qualquer custo. Eu não tenho que ter filhos pra apoiar a adoção de crianças por casais do mesmo sexo; eu não tenho que ter filhos pra ter uma família completa; eu não tenho que ter filhos só porque eles trouxeram alegrias pra sua casa e pra sua família; eu não tenho que ter filhos se eu não gosto de crianças por perto o tempo todo. 

Me chamem de insensível, de sem coração, do que quiserem. Mas me respeitem, respeitem a minha decisão, é o mínimo que eu peço.

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, do interior do RJ, é o colunista oficial das terças no Barba Feita. Tem aproveitado a fase de solteiro para viver tórridos casos de amor. Com os personagens dos livros que lê e das séries que assiste, porque lidar com o sofrimento do término com personagens é bem mais fácil do que com pessoas reais.
FacebookTwitter

2 comentários:

Marcos Campos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Campos disse...

No problem quanto a isso ! Mesmo ! Mais uma vez o tal do respeito, aquela coisa que as pessoas exigem dos outros, mas não tem com os outros, enfim ...
Faz um tempo que não vinha aqui ...


Abraço ! E ai, firme no crossfit ? rs !