quinta-feira, 2 de abril de 2015

Sexo Oral - # 04





Um mês sem sexo oral não é um mês feliz, não é mesmo? Então, vamos esquecer março, porque chegou abril e todos comemora (as pessoas ainda usam esse meme?). 

E, como acontece sempre, temos um grande convidado para tirar dúvidas, dar conselhos e opinar sobre as histórias que vocês enviam. O convidado dessa edição é o nosso colunista das sextas: Serginho Tavares. 

Vamos aos emails dessa coluna?

Olá, meninos, tudo bem? Eu adoro o blog de vocês e resolvi tomar coragem pra perguntar uma coisa! Eu amo o meu namorado de paixão, a gente tá junto faz um ano e meio e nunca traí e sei que ele também nunca me traiu. Acontece que eu ando tendo uns desejos de apimentar a nossa relação e, ultimamente, não consigo parar de pensar nele com outro amigo do trabalho dele. Eu tenho me masturbado várias vezes pensando nos dois e sei que o outro toparia porque já joguei umas indiretas, hehehehehe, mas sei que o meu namorado não toparia. Porém, eu queria muito algo assim. O que vocês me aconselham a fazer? Devo conversar com ele pra ver se ele topa ou devo deixar do jeito que tá? Obrigado pela ajuda!!!!! - Moderninho Mas Não Tanto

Silvestre: Então, eu é que tenho uma dúvida pra você. Como assim vocês nunca conversaram sobre sexo a 3? Não que ménage esteja na moda (também nunca saiu dela), mas é um assunto que sempre surge. Seja em uma brincadeira ou quando acontece um papo sério. 

Mas bem, voltando à grande dúvida. Acho que você deve falar com ele, claro. É um desejo seu. Só não acredito que deva ir apontando candidatos para essa "quebra de rotina" do casal, assim ele pode achar que você está querendo o amigo do trabalho e dando o ménage como desculpa. 

Olha, relacionamentos são complicados e as pessoas muito desconfiadas. Então, converse primeiro, é sempre bom. Acho que tudo tem e deve ser visto com o parceiro, afinal, vai que ele também possui esse desejo e está se reprimindo? 

Serginho: Olá, meu amigo, tudo bem por aqui. Então, apimentar uma relação só é válido quando o casal está na mesma sintonia e isso independe do tempo que vocês possam ter juntos. Você já disse que seu namorado não toparia tal coisa, então vale mesmo a pena inquirí-lo? Será que você estará preparado para o que vai acontecer depois? 

Muitas vezes achamos que conhecemos uma pessoa e, na verdade, não conhecemos nada a seu respeito. Portanto, esteja preparado para reações inesperadas. Pense muito bem se vale a pena arriscar e, se esse desejo é tão grande assim a ponto de te tirar o sono, converse com ele. E eu que agradeço você ter vindo aqui. Espero que de alguma forma possa ter te ajudado. Volte sempre. 

Oi, Meninos! Meu namorado é muiiito ciumento, sei lá porque. Às vezes, até me ofende com palavras horríveis! O que devo fazer? Porque acabo me chateando muiiito com isso e até penso se ele não quer que eu faça algo para realmente ter motivo para o ciúme. O que faço? Não sei mais se devo ficar com ele ou dar um chega pra lá. - Namorada de Ciumento

Silvestre: Então, o que acho preocupante é você sentir raiva pelo modo como ele te trata e pensar só em "dar motivos para ele fazer isso". Ciúme é ciúme, mas ele precisa ser saudável também. Ofender e ter aquelas teorias conspiratórias, acho complicado. Acho feio. Desnecessário. 

E é preciso, acima de tudo, se dar valor. Não pense que esse ciúme que beira ao desrespeito seja uma prova de amor. O que você pode fazer, caso goste muito dele é: Conversar. Diálogo sempre. É bom falar o que se sente e como se sente. Mas, lembre-se de se amar primeiro para permitir que outra pessoa te ame! 

Serginho: Olá. Eu tenho pra mim que ciúme demais é posse. Posse não é legal em nenhuma relação e as pessoas precisam se sentir livres para amar e, obviamente, serem amadas. Se seu namorado te ofende, chegou a hora de você conversar com ele e expor tudo o que sente em seu coração. 

Ninguém é obrigado a estar junto de ninguém e, a partir do momento que está, não se pode e nem se deve ofender. Espero que resolva isso o quanto antes e fique bem, tá? 

Meninos do Barba, tudo bem? Pensei se mandava para vocês ou não esse email, mas acho que devo fazer isso, já que a dúvida tem consumido as minhas noites e eu preciso desabafar. Quem sabe vocês não tem uma luz para mim? Sou um cara bonito. Simpático, legal, corpo maneiro e, desculpem-me, faço um sexo muito bom. Mas não quero (ou queria) me envolver com ninguém seriamente. Até que conheci dois caras. Eles são namorados, moram juntos e curtem aventuras a 3. Conheci pelos aplicativos da vida, marquei, transei e foi ótimo. Tão ótimo que mantivemos contato e tenho visto os dois eventualmente. E o improvável aconteceu, acho que estou envolvido. Eles já deixaram claro que curtem a sacanagem a 3 exatamente por isso, porque não tem envolvimento. E cá estou eu pensando nos dois e em como seria legal ter o que eles tem. Deixem-me explicar: eu não estou apaixonado por um ou por outro; eu acho que gosto do que eles tem, do relacionamento deles e fico com um sentimento de "poxa, seria legal fazer parte disso". Então, penso em me afastar para que isso não cresça, ao mesmo tempo que penso se não é idiotice me afastar e perder o sexo legal que tenho com eles, além das conversas e das risadas e dos momentos a 3 que me fazem curtir tanto os dois. Sou maluco, né? Mas pergunto, o que fariam no meu lugar? O Barba está demais, adoro vocês! - Terceiro Travesseiro

Silvestre: Meu querido, vamos lá! Você, por não querer se envolver com ninguém, se viu preso em um relacionamento onde uma terceira pessoa não é fixa, mas convidada, ou seja, seus encantamentos, por mais que sejam inúmeros, não são requisitos para você permanecer. E seu ego mexeu um pouco com isso, aposto. 

Também, o que aconteceu nesse caso, foi você perceber que duas pessoas podem se conectar e de um jeito que ainda não havia mexido com você. Fora que participar dessa relação, dessa forma, seria algo novo, inusitado. Portanto, você não se sentiria em algo que fosse sério, mesmo que nas entrelinhas possa ser. 

No seu lugar eu acho que tentaria abrir minha mente um pouco. Acho que esses dois mostraram algo sobre você. Será que é um modelo de relação que possa fazer sentido e você acabar embarcando? Também vejo que você poderia conversar com os dois sobre isso e ficarem amigos. Sempre existem amigos com benefícios, não é verdade? Sexo é sexo e sentimento e relacionamento são outros quinhentos. 

Serginho: Tudo bem rapaz, obrigado pelos elogios e, sobre ser maluco, não vejo isso em momento algum no seu relato. Muito pelo contrário, eu achei super natural o que você está a passar. Você mesmo já sabe que não está apaixonado por eles e enxerga nos dois uma relação que gostaria de manter, então se permita a isso. 

Se antes você não queria e envolver com ninguém, talvez fosse porque não via nenhum modelo de relação que se encaixava contigo e agora sim acabou por encontrar algo que se aproxima de você mesmo. A sociedade criou convenções que prendem as pessoas em suas regras binárias, do tipo ou é isso ou é aquilo, quando na verdade as pessoas não são assim verdadeiramente. 

Aproveite para se permitir viver e, sinceramente, não acho que deva se afastar deles, porque tudo aquilo que nos faz bem é salutar para nossa vida. Eles devem gostar de sua companhia tanto quanto você gosta da companhia deles. E, por fim, deixe se levar pelos caminhos que a vida lhe oferece. 

Oi, meninos, como estão? Minha dúvida é até besta, porque sei a resposta, mas quero saber de vocês. Estou apaixonada por um homem casado com quem convivo há mais de 10 anos. Trabalhamos juntos, temos uma relação cordial e eu sei que rola algo, não é criação da minha cabeça. Mas ele é casado, fica no, desculpem-me a expressão, "não fode e não sai de cima" e estou perdida, sem saber como agir. Nunca tivemos nada real, apenas mensagens e emails com um teor um tanto cheio de possibilidades. O que faço com essa situação que nem sei se é uma situação? - Paixão Indevida

Silvestre: Vamos começar esclarecendo uma coisa? NÃO EXISTE DÚVIDA BESTA. Dúvida é dúvida e conte com a gente sempre! E sobre a sua, honey, don't

Já parou pra pensar que o "cheio de possibilidades" para ele seja só esse flerte maroto? Não sei se ele é fiel ou o quê, mas vocês convivem há mais de 10 anos e se até agora não rolou nada, move on. Flertar aqui e ali é saudável, mas nutrir esperanças com alguém que já é comprometido, não acho bacana. Não é legal. Enquanto você fica vivendo sua vida fora do trabalho, ele também tem a dele e que envolve outra pessoa. Assim, eu vejo da seguinte forma: se a relação não é oficialmente aberta, esqueça! 

Homens casados, naturalmente, sempre vão optar por ficar com suas esposas. E, não importa o quanto você se apaixone, seja dedicada, não vai rolar. É claro que existem os casos em que casamentos acabam e o cara constrói uma nova vida mas, querendo ou não, ele já tem uma vida paralela com você e se chama: trabalho. É um outro tipo de casamento, mas é. 10 anos, um bom tempo, não? 

Minha dica? Segue em frente e deixa o flerte ser uma parte do seu dia e não a melhor parte dele, vai por mim. 

Serginho: Minha querida, como eu sempre ouvi desde criança: "homem casado é fria!" É claro que sempre existem vários lados distintos, como em todas as histórias. Vai ver ele sabe, mas não sente o mesmo por você, vai ver você está mais encantada por ele do que supõe estar, mas só posso te responder pelo que você me relatou aqui. 

Sendo bem sincero, o que eu sinto pelo que você diz aqui é que este homem está é se aproveitando de toda essa história. Não conheço ele e não queria julgar, mas quando você diz que ele não toma uma atitude, me parece que ele está é se aproveitando de tudo isso. Ele sabe que poderia acontecer algo, mas apenas incita. Ele não avança não apenas porque é casado, mas porque gosta de se sentir desejado, então vai te dando corda para você se enforcar sozinha e ele se sair como a grande vítima, do tipo, “foi ela quem correu atrás e eu estava aqui no meu canto”. É o típico machão que tanto vemos por aí. 

Sei que deve ser difícil para você, já que trabalham juntos e você acredita estar apaixonada, não duvido, mas neste caso, como você mesmo já disse, parece saber o que fazer, então siga apenas o seu coração e tenha consciência que a decisão que você tomar será boa pra você. 

*** 

O mês já começou bombante, não é mesmo? 

Galera, estamos adorando receber as mensagens de dúvidas e o coração aberto. Acreditem, aqui no Barba Feita vocês possuem um ambiente seguro para abrir o peito e contar tudo o que quiserem. Sem julgamento, só conselhos de amigos, ALWAYS!

Tem alguma dúvida ou quer contar pra gente o que te aflinge? Fala que nós lemos e opinamos:

Facebook: Barba Feita (aproveita e curta nossa página!)

E já sabem: amanhã tem texto do Serginho Tavares, esse lindo das sextas-feiras.

Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: