terça-feira, 5 de maio de 2015

Desculpas Lixosas Usadas Para Términos de Relacionamentos: Uma Coluna Colaborativa





Eu não fazia a MENOR IDEIA do que escrever pra essa semana, gente, vocês não imaginam a aflição que eu estava! E foi de repente que um assunto surgiu na minha cabeça: desculpas esfarrapadas que as pessoas usam pra terminar um relacionamento (ou dois, ou três, afinal, está tudo tão moderno hoje em dia...). Mas eu não queria falar única e exclusivamente de mim, eu queria algo diferente. Foi então que eu dei um grito de ajuda pros meus amigos do Twitter e do Facebook (melhores pessoas), e o texto de hoje saiu (aeeeeeee). Então, vamos começar a Análise das Desculpas Lixosas Usadas Para Términos de Relacionamentos

Prontos? Lá vou eu!

Ok, eu começo, eu começo! A desculpa lixosa que eu ouvi recentemente (por telefone) foi: 
Não fui feito pra relacionamentos, eu não consigo. Não estou pronto pra isso, me desculpe."
Menos de duas semanas depois, o coleguinha tava onde? Sim, no Tinder. Poxa, amigo, assim não tem como te defender, hein?? Quem não quer relacionamento sério, vai pro Grindr, Scruff, Hornet... Se bem que... É, Tinder também tá valendo... Uma droga, então,  tomei bem grande. Parece que hoje em dia, a frase "Estou querendo algo sério" é o novo "Eu só quero te comer."

Meu migo lindo do Twitter, o @silviorogerio, disse que ouviu essa: 
"Somos melhores como amigos que como casal".

Ué... Não entendi... AH VÁ, NÉ? Essa é de uma cretinagem tremenda! 
"Ah, vamos ficar só amigos, desconsidere os pegas que a gente deu, as mensagens bonitinhas, aquele romance todo, e vamos focar na amizade"
Me poupe, viu? Já que é melhor como amigos, então fica assim, não inventa de querer algo mais, não coloca lenha na fogueira não, porque ouvir isso irrita mais que o próprio término, viu?

O Artur, no Facebook, disse que ouviu aquela clássica, aquela clichê do clichê do clichê... do clichê! 
"Não é você, sou eu...".

Sério? Mesmo? Eu tô ouvindo isso mesmo?

NOOOOOSSA, essa é a PIOR de todas as lixosas, de verdade! Como assim? O que significa isso (inclusive foi a pergunta do próprio Artur)? O que dá na cabeça da pessoa pra se envolver num relacionamento, fazer promessas, criar expectativas, pra depois virar e "Não é você, sou eu". EU, HEIN! Tô falando que esse povo faz de besta pra viver...

Agora, tem uma arroba (é assim que os usuários do Twitter se chamam entre eles, caso você não saiba <3) que não quis ser identificada, e que ouviu a seguinte desculpa lixosa: 
"Você precisa de alguém que esteja no mesmo nível que você! Eu estou muito abaixo!"
Teria sido menos pior se o término não tivesse sido via SMS.



Tiro no cu do padre, heim! Terminar por telefone é horrível, por Whatsapp, então, nem se fala, agora, por SMS?! Até eu senti aqui quando li essa!

Meu amiguinho Teresinense, cuja arroba eu não posso mencionar (tipo aquele cara do Harry Potter, sabem?), disse que a desculpa lixosa que ele ouviu foi: 
"Você é a pessoa certa, mas na hora errada.".


Jura? Esse é um tipo de "Não é você, sou eu" gourmetizado, né? Mudaram as palavras, mas o contexto é exatamente o mesmo. Vou te contar, heim...

Minha amiga Iura, juntamente com uma arroba que também pediu anonimato, ouviram desculpas lixosas um pouco... parecidas. Enquanto ela ouviu "Ainda não estou preparado pra isso", meu amigo tuiteiro ouviu "Descobri que quero ser solteiro.".



Então, por que raios e caralhos resolveu entrar num relacionamento? É praticamente o mesmo caso do Silvio, que eu citei antes. Se não tá pronto, não entra num relacionamento pra descobrir que não tá pronto, não faz isso com as pessoas não, é feio, é chato, e mais, é bastante irritante, porque rolam aquelas músicas compartilhadas no Facebook/Twitter, os posts melosos no Instagram, fotos... Dá uma trabalheira do caramba excluir tudo isso, sério!

No Facebook, minha querida amiga, Janaina Alves, ouviu a seguinte desculpa:
"É apenas um hiato, vamos ver o que acontece!"


Meu bem... Isso aqui não é seriado, livro, filme, ou algo do tipo, pra entrar em hiato, ok? Isso aqui é a minha vida, e não tem essa de "dar um tempo", ou fica ou vai, meio termo não dá! Acho uma sacanagem essa coisa de "dar um tempo", porque na maioria das vezes a gente sabe o que acontece, né?

Minha amiga querida do Twitter, Débora, também conhecida como @yfeelings, disse que ouviu a seguinte desculpa esfarrapada:
"Enquanto eu tento entender os meus sentimentos, eu não quero ficar com você e te fazer sofrer, te magoar."


Então sai! Sai daqui, peste dos infernos! EU, HEIN! Como assim? O cara vem, faz, acontece, aí ele sai, larga a pessoa na mão, e ainda quer parecer bonzinho? "Oh, nossa, eu sou muito bom, tentando evitar o seu sofrimento.". Vaza daqui!

O lindo do Danilo, que no Twitter é conhecido como @bebialuatoda, levou um combo! Começou com "Te traí com fulano", e depois veio o "Adoro sua companhia, mas não tô pronto pra namorar agora."



Tu tá de onda, né? Nem precisava dizer que não tá pronto pra namorar, a gente já entendeu na parte da traição. Caramba, o que o povo não diz pra tentar sair bem de uma cagada, não é mesmo???

Meu amiguinho @degls ouviu essa aqui, ó:
"Somos incompatíveis."


Aham... Ok, vou fingir que acredito, porque agressão dá cadeia, e eu sou bonito demais pra ir preso, tá? Ainda mais por alguém que solta uma dessas pra voltar a ser solteiro!

A minha amiga tuiteira que ama o universo Marvel, foi obrigada a ouvir essa:
"Eu sou muito moleque pra você."


Qual é, parceiro? Vai ficar jogando a idade na roda, agora? Fala sério, nada a ver ficar chamando os outros de velho, expôr desse jeito... Agora vaza daqui, vai assistir Ben10, vai.

Outra arroba que não quis ser identificada, disse que recebeu essa via Whatsapp:
"Não dá, você beija mal".


O QUE?! Calúnia! Todo mundo fala que eu beijo bem pra caramba!! Gente, que merda, heim?! Dissesse qualquer coisa, que não queria mais, que conheceu outra pessoa, que vai virar padre, enfim, qualquer coisa... Precisava disso? Típico machão, que gosta de humilhar os outros...

Agora, dentre todas as desculpas lixosas que me mandaram (sério, vocês foram foda!),  teve uma que eu gritei, literalmente, bati na mesa, esperneei, fiquei sem ar de tanto rir... Enfim, pra mim, a pior, a mais lixosa, aquela que eu NUNCA pensei que fosse ler, foi a que a minha amiga Pollyana me mandou:
"A minha mãe não deixa."


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! Ah não, não é possível! Como assim? Colocar a culpa na mãe? O povo é capaz de tudo pra dispensar alguém, né? Até colocar a culpa na mãe tá valendo, puta que pariu...

Olha, foram muitas desculpas que me mandaram, e infelizmente não dá pra colocar TODAS aqui, mas Levy, Alexandre, Aline Vitorino, nosso chefe Leandro, Taíza, e minha prima Tereza citaram a mesma coisa:
"Não é você, sou eu, eu não te mereço."
Meu amigo @S4moO ouviu que "Isso tá ficando sério, e eu não quero nada sério."; a Iura ouviu também que "Eu te amo, mas amo outra também"; a Maíra ouviu que "Eu preciso de tempo pra estudar, e namorar me toma esse tempo."; o Diego ouviu que "Eu quero tempo pra melhorar."; a Josiele tem várias desculpas esfarrapadas no histórico...; o Pedro Diego Rocha ouviu "Estou cansado das safadezas dos meus exs", como se ele tivesse culpa alguma disso...; pediram um tempo pra Elaine...

É foda, né? As pessoas desapontam porque usam sempre as mesmas desculpas. Não tem jeito, estamos presos àquela máxima: "Quem quer, arruma um jeito, quem não quer, arruma uma desculpa".

Às vezes, são desculpas tão estúpidas quanto as citadas aqui, e não duvido que existam desculpas piores, desculpas ainda mais lixosas que essas. Quando somos pessoas plenas, que se bastam, ouvir coisas desse tipo é, literalmente, um tiro nos olhos.

O que a gente faz? Segue em frente, ué! É o que tem pra fazer, é a única solução, porque é ruim que eu insisto em alguém que teve a coragem, a desfaçatez (como diz minha mãe) de me jogar uma conversa fiada dessas, viu? Tá amarrado!

Agora, pra quem encontrou alguém pra juntar as escovas de dentes e moedas de cinco centavos escondidas nos bolsos das calças, meus parabéns, toda a sorte do mundo! Me convidem pro casamento, adoro bolo (e eu canto em casamentos também)!

Pra nós, que seguimos topando com essas toupeiras que não sabem o que querem e ficam tomando o nosso tempo, força na peruca, porque o caminho até encontrar alguém que valha a pena pode até ser longo, tortuoso, um porre... Mas saber que a gente não tá sozinho dá um alívio tão grande...

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, do interior do RJ, é o colunista oficial das terças no Barba Feita. Tem aproveitado a fase de solteiro para viver tórridos casos de amor. Com os personagens dos livros que lê e das séries que assiste, porque lidar com o sofrimento do término com personagens é bem mais fácil do que com pessoas reais.
FacebookTwitter


Um comentário:

Anônimo disse...

Concordo que algumas são clichês, mas outras pareceram bem sinceras ("vc beija mal" até demais). Mas vai falar o que afinal?