quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Pequenas Grandes Coisas





Eu nem te falei 
da dor de acordar 
sem você por perto 
pra um bom-dia dar 
Eu nem te falei 
da falta que eu sinto 
das tardes no quarto, 
de te ver sorrindo 
E agora 
cada esquina é uma tortura 
cada rosto, uma miragem 
cada sonho com tua boca 
transformado em tolas lágrimas 
de um duro despertar 
Eu nem te falei 
que o teu “já” é o meu “ainda” 
que a falta de sintonia 
das nossas pulsações 
é porque o teu pretérito 
e o que eu chamo de presente 
estão fadados a andar juntos mais à frente 
Pois ainda que o mundo gire 
em torno de si mesmo 
ou em torno do sol 
sei que vou estar aqui 
pra te fazer sentir 
entre um breve soluço 
e um estalar de lábios 
todas essas pequenas grandes coisas

que eu nem te falei 

Leia Também:
Leandro Faria  
Paulo Henrique Brazão, nosso colunista oficial das quartas-feiras, é niteroiense, jornalista e autor do livro Desilusões, Devaneios e Outras Sentimentalidades. Recém chegado à casa dos 30 anos, não abre mão de uma boa conversa e da companhia dos bons amigos.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: