sábado, 26 de setembro de 2015

Sexo e Paixão





Como é que você se apaixona sem transar?
Na primeira vez que ouvi essa pergunta, achei absurda, então me pus a argumentar e dar várias explicações. Da segunda vez que a ouvi, de uma outra pessoa completamente aleatória à primeira, alguns anos depois, fiquei em dúvida por alguns segundos se o problema era comigo ou com meu interlocutor. Desfeita a dúvida logo em seguida, fiquei com preguiça de argumentar e dar explicações acerca do meu jeito de lidar com sentimentos e sensações tão distintas como sexo e paixão, e como é a ordem que cada um deles vem na minha concepção emocional. No entanto, o assunto ficou em minha cabeça, martelando, necessitando ser explanado.

Parto então do seguinte esclarecimento: alguns amiguinhos simplesmente acham impossível alguém se envolver emocionalmente e cair de amores por outra pessoa se nem sequer houve um único contato sexual entre ambas as partes. Eu, de minha parte, acho inconcebível esse pensamento, e digo de boca cheio que nunca transei com os caras por quem me apaixonei e nunca me apaixonei pelos que transei.

Talvez seja uma maneira muito peculiar de encarar as relações, mas comigo sempre funcionou assim. Sexo nunca representou nada além da satisfação de uma necessidade momentânea. Nunca encarei meus parceiros sexuais (que nem foram muitos, diga-se de passagem) como potenciais amores da vida. Sempre foram pra mim o que fui pra eles, um amontoado de carne, suores, saliva e orgasmos deliciosos, mas só.

Já a paixão está absolutamente dissociada do sexo pra mim. Me apaixono pouco a pouco, pelo sorriso, pelo olhar, o jeito de falar e de se colocar diante das situações. Me apaixono por gestos, pelo gosto musical, literário, cinematográfico. Me apaixono pela generosidade, pelo jeito tímido ou despachado, me apaixono por sotaques. Me apaixono por pensamentos, por quem toca violão, por quem entende de arte. Me apaixono pela sensibilidade.

Aqui, neste texto, a paixão e o amor estão muito próximos, embora sejam bem diferentes, e uma definição perfeita de amor e sexo está na letra de Arnaldo Jabor, eternizada na voz de Rita Lee: Amor é um livro, sexo é esporte. Esporte, assim como o sexo, você faz pra se sentir bem, pra alimentar o corpo e se satisfazer fisicamente. Livros, da mesma forma que o amor, alimentam a alma, nos fazem mais sábios, nos engrandecem e nos fazem melhores. Depois de algum tempo, a velhice debilita a prática de esportes, mas a leitura de um bom livro jamais deixará de ser apreciada, mesmo que não se enxergue mais, ainda será possível ouvir uma bela narrativa, e mesmo que não se ouça, tudo que se sentiu ficará guardado no coração até o último suspiro.

Eu faço sexo quando tenho vontade e me apaixono quando me tocam a alma. Infelizmente, ambos nunca me encontraram ao mesmo tempo, andaram sempre separados em minha direção. Mas francamente, é muito mais fácil uma paixão torrencial inundar o meu ser, sem nunca ter me tocado, do que um sexozinho gostoso virar objeto da minha paixão. Talvez Platão explique, mas definitivamente o sexo é apenas um complemento triunfal do que já foi sacramentado no coração, e não o contrário.

Desconfio que eu seja uma voz destoante em meio a esse imenso açougue humano em que me encontro, mas fazer o quê? Sempre preferi um bom livro à praticar esportes.

Leia Também:
Leandro Faria  
Esdras Bailone, nosso colunista oficial do Barba Feita aos sábados, é leonino, romântico, sonhador, estudante de letras, gaúcho de São Paulo, apaixonado-louco pelas artes e pelas gentes.
FacebookTwitter


Um comentário:

Aconteceu disse...

Geralmente quando a paixão ocorre em decorrência do sexo,provavelmente o relacionamento acaba sendo desastroso,não sendo uma regra,acaba se tornando um relacionamento movido pela "paixão" sexual,e não pela "paixão" amor,o que acontece com uma simples troca de olhar.
É claro que muitos casais vivem felizes e primeiramente transaram,antes de se apaixonar.
mas nada mais encantador,do que seguir passo á passo até o ato sexual.Troca de olhares,o primeiro beijo,e assim por diante.
Bom é complicado,rsrsrsrsrsrs..
Parabéns pelo texto..
Beijos,saudades..
vem logo nos visitar....