sexta-feira, 2 de outubro de 2015

#BarbaUmAno: Sobre Gostar de Homem e Ponto Final!



Qual gay nunca passou pela eterna, desmedida e imbecil ladainha de alguns heterossexuais que contestam o fato do rapaz nunca ter ficado com uma mulher e por isso não saber se gosta ou não? E quantos gays são “obrigados” a terem um relacionamento sexual hétero para saber se realmente é aquilo que querem sendo que a homossexualidade está no sentimento e não apenas no sexo.

Eu, por exemplo, sempre soube desde cedo e nunca precisei provar pra ninguém, muito menos pra mim, o quanto eu gosto e que isso não impede o fato de achar mulheres lindas, mas jamais querer ficar com elas. Um assunto que se torna complexo, não porque de fato seja, é muito simples. É aquele velho clichê “gosto, não se discute”, todavia, é sempre mais interessante estar de olho no que o outro faz ou deixa de fazer...

Sendo assim, nesse mês de homenagens e repostagens, escolhi começar com o texto do meu querido Glauco Damasceno sobre gostar mesmo de homem.  A forma simples e objetiva como ele abordou essa questão é deliciosa, vale a pena ler e reler sempre e, principalmente, serve como resposta para aquele seu amigo que vem com aquela terrível pergunta: como você sabe que não gosta, se nunca ficou com mulher?
Leandro Faria  
Serginho Tavares é um apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), da TV e da literatura. Adora escrever e é o colunista oficial do Barba Feita às sextas. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência até a praia e mantenha sempre os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter

Eu Gosto Mesmo É De Homem

- Você é gay?
- Sim.
- Mas já ficou com mulher?
- Não, nunca.
- Por que?
- Porque eu não gosto de mulher.
- Mas como você sabe que não gosta, se nunca ficou com mulher?

Quem aí já teve essa conversa com amigo, amiga interessada, ou família, mais de uma vez? Aí, quando você responde: "Eu gosto mesmo é de homem,", logo te chamam de mal educado, grosso, essas coisas e tal.

Gostar de homem (e aqui eu falo única e exclusivamente dos homens que gostam apenas de homens, vale ressaltar), é um sentimento, não uma fase. E por sentimento, eu falo todos: atração física, intelectual, etc, etc.

O cara, quando gosta só de homem, ele gosta e ponto final. Ele sabe que não precisa fazer um "test-drive" em um monte de mulher porque ele não sente absolutamente nada por elas. Desde pequeno, no colégio, seja conversando ou vendo os colegas no vestiário, ou com os primos nas reuniões familiares, ou aquele ator do filme tal, ele já olha de um jeito diferente. Os traços, a voz, o olhar, tudo parece maximizado, e ele passa a buscar essas evidências aumentadas nos outros garotos, e é aí que as descobertas são feitas, porque ele olha pra uma mulher e pode até achá-la bonita, atraente, até mesmo gostosa, mas de um jeito diferente.

Não gostar de mulher não faz dele um gay melhor ou pior, só porque muitos "pegam" mulher por diversão, zueira e tal. É algo dele não sentir vontade de ficar com mulher alguma, de testar, de ser bi pra agradar os amigos que aceitam, mas não entendem totalmente essa questão e acham que, se ele for bissexual, pode acabar ficando apenas com mulheres.

O barato da vida está na diversidade de tudo. Opiniões, gostos, estilos, orientações, ideias, enfim. Somos todos iguais como seres humanos, porém temos ideais diferentes, e você pode até não entender o seu próximo, mas deve respeitá-lo.

E vamos seguindo, cada um sendo exatamente quem é, quem quer ser, sem medo, sem receio.

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, do interior do RJ, é o colunista oficial das terças no Barba Feita. Tem aproveitado a fase de solteiro para viver tórridos casos de amor. Com os personagens dos livros que lê e das séries que assiste, porque lidar com o sofrimento do término com personagens é bem mais fácil do que com pessoas reais.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: