sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Sobre Sucesso e Trabalho





O sucesso é algo que denota trabalho, pelo menos eu penso assim, ou deveria ser assim. Alcançar o sucesso requer esforço, força de vontade, além de ser difícil e demorado. Entretanto, vivemos numa sociedade que dita que o sucesso pode vir de uma maneira fácil e rápida. Uma pena.

Quantas subterrâneas celebridades vivem à procura de um lugar ao sol ou uma nota de rodapé num site? Basta acessar qualquer um destes vários que temos por aí, que veremos alguns destes pseudo artistas na praia ou na academia exibindo sua boa forma. Conteúdo que é bom, nada, mas tais "matérias" geram muitas visualizações para estes sites, o que mostra que de fato há um público interessado na vida fútil de algumas pessoas.

Nada contra, acho ótimo, como diria a finada Leila Lopes. Ela, por sinal, foi outra que perseguiu e muito a fama, depois que a viu escorrer dos seus dedos. Aceitou fazer um filme pornográfico quando na época ninguém mais a chamava para nada. Há também o caso do ator Victor Wagner: recentemente li uma reportagem com ele, que fez sucesso na extinta Rede Manchete. Quando a emissora faliu, ele posou nu e foi duramente criticado, assim como Leila Lopes, por fazer filmes eróticos. Mas eles precisavam trabalhar, não haviam oportunidades, a carreira que eles abraçaram, a vida da imagem, é algo muito difícil e cruel. E as contas vem todo o mês, certo? Eles não roubaram ninguém e muita gente comprou a revista e viu os filmes, hipocrisia para quê? Porém, nada disso ajudou e eles continuaram esquecidos. 

Leila Lopes, cansada de tanto lutar, pôs fim à própria vida, segundo ela mesma disse em sua carta de despedida. Um triste fim, mas para muitos críticos ela já havia posto fim à sua vida quando aceitou fazer tais trabalhos. Eu, sinceramente, acho que eram trabalhos, ela não deveria ser julgada por isso. Guardo com carinho seus momentos em novelas da Globo, como Renascer ou O Rei do Gado. Victor Wagner está tentando voltar às novelas, quem sabe ele consiga, contudo, tanto a vida de Leila Lopes quanto a de Victor Wagner mostram muito do que estou dizendo aqui, essa tentativa de se manter debaixo dos holofotes muitas vezes causa mais danos do que se pode imaginar.

Tomando outro exemplo vemos a Rainha dos Baixinhos, Xuxa, que mesmo na geladeira da Globo após não conseguir emplacar mais nenhum outro sucesso, vai para emissora concorrente e o que assistimos? A loira mais uma vez confirma aquilo que tanto falavam que iria acontecer, que o produto Xuxa já deu o que tinha que dar e que ela deveria se aposentar ou se contentar com especiais esporádicos. Ora, mas se até Roberto Carlos se contentou com o público que tem! Mas o rei é o rei, ainda consegue amealhar muita gente atrás dele. Xuxa tem lá seus seguidores, mas nem eles conseguem assisti-la. 

Os exemplos que citei aqui são de pessoas carismáticas que conseguiram sucesso advindo de muito trabalho. E o que dizer então dessas celebridades de quinta que não dizem a que vieram? Para os recém-saídos de reality shows resta se contentar com o que tem. Alguns conseguem estender um pouco os tais quinze minutos de fama, outros não. Para o que conseguem, fica a dica: estudem, porque só a instrução salva. Se valer apenas de um corpo bonito não basta. Precisa-se de trabalho, muito trabalho.

Leia Também:
Leandro Faria  
Serginho Tavares é um apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), da TV e da literatura. Adora escrever e é o colunista oficial do Barba Feita às sextas. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência até a praia e mantenha sempre os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: