domingo, 1 de maio de 2016

Quando Ele Não Está a Fim de Você





Estava euzinho, dias atrás, conversando com uma conhecida e ela me contava uma história. Segundo ela, um boy magia a havia abordado, eles haviam ficado e foi amor a primeira vista (para ela). Rolou sexo selvagem (atóóóóóron), juras de amor eterno (novamente, da parte dela), mas ele depois sumiu. Ela correu atrás, infernizou a vida procurou o rapaz e ele foi sincero: disse que ela era ótima, mas que ele não estava muito preparado para um relacionamento no momento. E ela, tadinha, me perguntou: Stanford, meu divo, o que foi que eu fiz de errado?

E eu, sincero que sou, chamei a menina de idiota e perguntei quantas vezes ela entrou na fila durante a distribuição dos adjetivos e escolheu a placa de TAPADA para levar com ela. Porque, convenhamos, ficou fazendo a Shakira, loka loka loka, né, melbem? Assim não pode! 

Fiquei tão tenso com essa história que nem me apresentei a todo mundo aqui. Porque imagino que, apesar de eu ser uma webcelebridade, até deva ter quem não me conheça na área, né, darlings? Mas garanto que sou educado e simpático, por isso vou me apresentar. Meu nome é Stanford, sou um guru das boas dicas para o amor e relacionamentos estou aqui hoje, inteiro ao seu dispor. É a minha primeira vez como colunista convidado no Barba Feita (mas não deve ser a última), por isso sintam-se beijados e abraçados. Smack Smack, ahaza! 

E, como a história da minha conhecida é quase um clichê, resolvi dar algumas dicas para vocês (mulheres ou gays) que parecem não entender os homens. E sou tão legal que nem vou cobrar por elas. Aloka!

Primeira dica (que vocês já deveriam saber): homem quando diz uma coisa está querendo dizer EXATAMENTE o que disse. Eu falei pra minha amiga e repito aqui. Enquanto as mulheres usam de mil formas para dizer uma coisa simples, muitas vezes com um NÃO querendo dizer TALVEZ, homem é claro ao se posicionar e nem sabe usar dessas artimanhas de falar uma coisa querendo dizer outra. Então, antes de tudo, acredite: se ele disse que com você era só diversão, é porque com você era só diversão. Simples assim. 

Já ao que ela falou sobre o “amor à primeira vista” que viveram, para mim parece beeeeem claro que esse amor só existiu pra ela, né, people? Ele curtiu sua companhia, se divertiu com a menina e imaginou que dividiam a mesma vibe. Quando ela se tornou uma louca apaixonada, ele se assustou e sumiu. Clássico! 

Fora que ele foi até legal ao dizer que não está preparado no momento quando não conseguiu mais se esquivar. Assim, a sugestão é simples e válida para todo mundo que está correndo atrás de alguém que demonstra claramente que não está na mesma que você: esqueça! Porque como nos ensinou o filósofo e grande mestre RuPaul, primeiro temos de aprender a nos amar para, só depois nos dedicarmos a quem quer que seja. 

Última dica: homem é igual biscoito. E a vida é feita de tentativa e erro, sweet darlings! Mas que devemos consumir com moderação e com um bom gole de JUÍZO! E desse, aliás, todos podemos beber até nos embriagarmos. 

Um beijo e até a próxima, 
Leandro Faria  
Stanford é gay, muito gay, gay mesmo. Mas não tem vergonha de ser assim e levanta a bandeira de que chique é ser inteligente. E ele também é um personagem, mas que é, muitas vezes, mais real que muita gente por aí...
FacebookTwitter


Nenhum comentário: