quinta-feira, 9 de junho de 2016

Um Papo Sobre os X-Men e Suposto #MiMiMi





Na semana passada rolou uma polêmica envolvendo um pôster do filme novo X-Men: Apocalypse. Nele, Mística, interpretada por Jennifer Lawrence, está sendo asfixiada por Apocalipse, o grande vilão deste filme. A atriz Rose McGowan reclamou publicamente sobre a imagem usada na divulgação do novo longa dos heróis mutantes, e assim a nova guerra nas redes sociais teve início. 

Antes disso, um dos assuntos mais comentados das últimas semanas foi o estupro de uma jovem em uma comunidade carioca. Se você que está lendo esse texto acha que não existe uma "fina" ligação entre os fatos... Meu amigo, sente-se e vamos conversar. 

A imagem de uma heroína/vilã, não importa sua denominação, sendo agredida pelo vilão daquela forma (enforcada pelas mão dele) e com os dizeres "Só os fortes sobreviverão" é forte demais. Pesada demais. Essa foto ainda ser peça publicitária em um enorme outdoor, só propaga o quanto uma imagem vale mais que mil palavras. Ela só reforça antigos estereótipos de que a mulher é fraca, não tem o mesmo poder de um homem. Não tem a mesma força! Não vence em uma luta. 

E antes que você venha me dizer que estou viajando e que filme em si tem muita violência nele, posso te responder assim: Tem! Tem muita violência dentro do contexto em que aquela história vai sendo contada ao longo de duas horas ou mais de projeção. Tem gente batendo e tem gente apanhando, não importando se são homens ou mulheres. Mas tudo isso dentro do seu contexto, explicado ao longo de algumas horas. Mas ao escolher essa imagem de Mística, interpretada pela atriz que é a nova queridinha de Hollywood e que tem um mega apelo diante do público jovem, isso passa uma mensagem gigantesca. Ah, e sem o contexto das horas de filme. Afinal, todos podem ver essa imagem. Quem conhece a trama contada no cinema ou HQs e quem não tem a mínima ideia do que está acontecendo. 

Você, por exemplo, sem conhecer a trama do filme, vendo só aquela imagem. Você acharia Mistica alguém capaz de derrotar seu algoz? Acho que não, né? 

Leitor, eu sei, você pode achar que está tudo muito chato e eu estou exagerando no que estou falando. Tudo bem, esse é o seu modo de pensar. Mas vamos nos questionar por pelo menos um minutinho? Os tempos são outros. As mulheres estão mostrando que não possuem em nada o antigo e datado rótulo de sexo frágil. Não seria mais interessante a imagem promocional ter esse toque? Ter um olhar de igualdade entre os dois mutantes? Assim, a mensagem de destaque na foto teria um apelo maior. Mostraria que forças seriam medidas entre os personagens e os poderes de cada um. Assim como os pôsteres de filmes de outros heróis fazem por aí. 

Batman Vs Superman, por exemplo, era um embate entre as duas maiores figuras. E a divulgação do filme respeitou isso. Então acho que vale pensar um pouquinho mais antes de sair dizendo que é #MiMIMi de feminista. Pense um pouco antes de falar. Pense fora de você, caso essa imagem não tenha te agredido de nenhuma forma. Será que uma criança entende quem são os personagens ali representados, fora o masculino e feminino, do homem e da mulher? Pense também que muitos não conhecem as histórias dos X-Men fora das telas, seja do desenho (que eu mesmo acompanhava nos anos 90/2000), seja nos filmes que começaram depois. Sem qualquer background, você conseguiria justificar aquela imagem? 

Faço esse texto como um amigo que tenta alertar o outro quando esse erra. Vi outros homens por aí, muitos se dizendo geeks/nerds (como se isso excluísse o machismo), falando que "tudo isso" era um exagero completo. Um carnaval por conta de uma simples imagem. Que tudo está ficando chato e vira foco dos patrulhadores de plantão. Amigo, não. Vamos ter um pouco de empatia? Mulheres são agredidas diariamente. E uma imagem como essa, só reforça esse ato. 

No fim das contas, eu não sei qual é a dor de uma mulher que é agredida e nem possuo o medo que muitas sentem através de agressões psicológicas. E sabe de uma coisa? Muito menos você tem ideia disso tudo. Então, se elas reclamaram, se elas acham que a imagem ofende, elas estão corretas em dizer isso. Elas sabem a dor que carregam. O que temos que ter é empatia pelo que elas passam, muitas vezes diariamente, e deixar que reclamem e protestem. 

Mulheres, façam mais e mais. Esse texto nasceu da ideia de ter uma conversa com outros homens que batem na mesma tecla que o conteúdo da imagem não era nada demais. Tentei ser amigo e abrir os olhos. Já que todo mundo pode aprender e evoluir com seus próprios erros. E opiniões existem para ajudar nessa evolução. 

Ah, e se você realmente acredita que o caso da imagem não tem reflexo no caso de estupro que aconteceu no Rio de Janeiro... Já viu quantas notícias saíram só essa semana sobre novos casos de estupro? O último caso que se tem notícia aconteceu terça-feira, 07/06, no Piauí.... 

E se depois de tudo isso você ainda achar que não existe problema nenhum com a imagem de divulgação, dê play no vídeo, por favor!



Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: