sábado, 10 de setembro de 2016

Sobre O Que Você Ainda Me Faz Sentir





Não é amor, é uma saudade!
Não é amor, é uma lembrança!
Não é amor, é o seu perfume rondando meu ar!

Não é amor, é uma ilusão!
Não é amor, é uma ferida aberta!
Não é amor, é uma inspiração!

Não é amor, é sua tez leitosa, sua barba por fazer...
Não é amor, são as estrelas brilhando mais intensamente e a lua me convidando pra dançar!
Não é amor, é um desejo!

Não é amor, é letra de tema de novela!
Não é amor, é uma idealização!
Não é amor, é orgulho ferido!

Não é amor, é um devaneio!
Não é amor, é uma coisa assim, que corre por fora, entra lá e volta, sem sair..,
Não é amor, é um arrepio!

Não é amor, é não conseguir esquecer!
Não é amor, é um sonho!
Não é amor, é uma esperança!

Não é amor, é um refrão que aquece o peito!
Não é amor, é uma fantasia! 
Não é amor, é uma teimosia, uma insistência!

Não é amor, é um vazio!
Não é amor, é roteiro de comédia romântica!
Não é amor, é uma melancolia!

Não é amor, é a dor de uma rejeição!
Não é amor, é um copo cheio e um vazio!
Não é amor, é seu sorriso perfeito cristalizado em minha memória!

Não é amor, é um nó na garganta!
Não é amor, é você segurando minha mão!
Não é amor, é um abandono!

Não é amor, é só uma lágrima que seca sozinha...
Não é amor, é só um sentimento não correspondido, uma indiferença que deveria apagar esse sentimento que não existe, mas não apaga!
Não é amor, é um desespero dilacerante, uma inconformidade pela constatação de que só não é amor porque você não quis!

Leandro Faria  
Esdras Bailone, nosso colunista oficial do Barba Feita aos sábados, é leonino, romântico, sonhador, estudante de letras, gaúcho de São Paulo, apaixonado-louco pelas artes e pelas gentes.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: