quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Testando o Novo Alcatel Pop 4





Fui convidado a experimentar o novo smartphone da Alcatel, o Pop 4 (fiquei primeiro na dúvida se seria “quatro” ou “four”, mas descobri que aportuguesaram mesmo o nome e ficou “quatro). Na verdade, fui selecionado entre os seis colunistas do Barba Feita justamente porque estava em busca de um novo aparelho, tentando encontrar qual sistema operacional adotar a partir de agora.

Primeiramente, preciso fazer aqui uma explicação: não sou um heavy user de aplicativos no celular. Basicamente uso WhatsApp, Facebook, fotos (incluindo Instagram), e-mail corporativo, browser de internet e buscas no Google. Meu celular era um Nokia com Windows Phone. Aliás, desde que tive meu primeiro celular, em 2001, somente utilizei aparelhos da Nokia e, quando a fabricante finlandesa abandonou o sistema Symbian para migrar para o da Microsoft, preferi acompanhá-la a ir para outro sistema mais badalado, como iOS ou Android. Ainda assim, em alguns momentos, utilizei em outros aparelhos que não o meu pessoal o sistema desenvolvido pela Google e já era relativamente familiar a ele.

Ao usar o Pop 4 pela primeira vez, me deparei com o meu primeiro e maior desafio: migrar os contatos que estavam na nuvem do Windows Phone para o novo Android. Tomei uma leve surra e tive que fazer a migração manual, através da importação de um arquivo via e-mail. Superado esse momento, passei a conhecer melhor o novo aparelho e vi que a disposição em que os aplicativos são colocados, por ordem alfabética em uma segunda tela, é bem similar à do Windows Phone, o que facilitou para mim encontrá-los.

O Alcatel Pop 4 é um smartphone bem completo. Tem uma grande tela touchscreen de 5 polegadas com uma boa resolução de 1280x720 pixels. Tem ótimas câmeras de 13 megapixels (traseira) e 8 megapixels (frontal) que permite ao Pop 4 tirar excelentes fotos, inclusive selfies de alta qualidade, e gravar vídeos em alta definição (Full HD). 

O aparelho é bem fino, 8 milímetros, e bastante leve. Na caixa do Pop 4, a Alcatel entrega uma película para proteção de tela e três capinhas, sendo que duas possuem acabamento que imita madeira (o que achei bastante elegante).

O Alcatel Pop 4 veio para brigar no nicho dos smartphones não muito caros. Mas não deixa a desejar para os mais elaborados e badalados. Uma boa novidade para o mercado que, de certa forma, atende bastante às minhas necessidades e, certamente, da grande maioria daqueles que procuram um smartphone. Um acerto da fabricante francesa.

Leandro Faria  
Paulo Henrique Brazão, nosso colunista oficial das quartas-feiras, é niteroiense, jornalista e autor dos livros Desilusões, Devaneios e Outras Sentimentalidades e Perversão. Recém chegado à casa dos 30 anos, não abre mão de uma boa conversa e da companhia dos bons amigos.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: