terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Aquela Mania Feia, Sabe?





É o tipo de coisa que acontece o tempo todo, mas que a gente vê acontecer às claras em época de ENEM: menosprezar profissões que, por algum motivo cósmico, muita gente acha que não são dignas, ou são ridículas, de gente sem estudo, só porque não têm certo... glamour? Acho que isso.

São sempre as mesmas piadinhas com atendente do Bob's, McDonald's, também com garçons, motorista de ônibus, atendente de shopping... Não só piadinhas, como também uma péssima atitude para com essas pessoas, por elas terem o emprego que têm, como se o fato de não terem feito Medicina, ou Administração, ou Arquitetura, as colocasse num patamar inferior dentro da sociedade, afinal, todo mundo sabe fazer seu próprio Mc Lanche Feliz, ou Milkshake crocante (aquele que é o de Ovomaltine do Bob's, mas que precisou mudar de nome, e que continua delicioso, ao contrário do McDonald's).

Experimenta trabalhar UM DIA como atendente de uma das duas franquias, ou de alguma outra, tipo... Subway. Você tem disposição pra aguentar uma pessoa que não sabe o que quer como recheio de seu lanche? Que não sabe nem o tipo de pão que quer? Ou qual molho vai em sua massa, caso seja atendente do Spoleto? Ainda mais se essa pessoa for eu, que morre de vergonha de pedir as coisas em público, e se perde no que quer, e ouve parmesão quando perguntaram se era cheddar ou suíço, aí se atrapalha toda? Tem essa moral?
"Ai, mas eu atendo pacientes em plantões de doze horas, às vezes trinta e seis horas, pego cada paciente que nem se compara..." 
Parabéns pra você, não faz mais do que sua obrigação. Estudou pra isso, não estudou? Agora, não tem porquê se achar a melhor pessoa do mundo só porque veste um jaleco. Se for esse o caso, eu já vesti jaleco e não fiquei me sentindo por isso (foi numa feira de ciências do Ensino Médio, ai que saudade desse dia). E nem se compara mesmo, seus pacientes estão atrás de um remédio, não de um lanche de quinze/trinta centímetros com molho barbecue.
"Mas Glauco, eu estudei pra caralho pra passar em Direito, perdi noites de sono pra passar na prova da OAB, foi muito dinheiro investido, muito tempo de estudo..." 
Tá, e...? Quem estuda Direito passa por isso mesmo, não é? O título de advogado(a) não te transforma numa super pessoa. Aliás, título nenhum!

Não quero aqui tirar o crédito de ninguém da Medicina, do Direito, e outras profissões. Mas é que Atendente TAMBÉM é uma profissão. Sabia? Pois é! Existem cursos de atendimento ao público? Sim! E essas pessoas que te atendem, que te ajudam a escolher o seu lanche ou almoço também estudam. Sabia? Pois é!! Muita gente paga a faculdade com o salário de Atendente, de Chapeiro, fazendo milkshake, McFlurry, Sundae, Bob's Picanha, com cheddar, bacon, molho barbecue... Ai, que fome. Ops, foi mal. Onde eu estava? Ah sim, muitas pessoas que te atendem com aquele bonezinho, ou com avental, ou seja lá qual for o uniforme da franquia, ou do restaurante, ou da lanchonete, ou talvez do boteco da esquina, pagam seus aluguéis, sustentam os filhos, compram remédios, estudam... E, às vezes, essas pessoas trabalham em dois lugares pra complementar a renda. Umas fazem unha, outras lavam carros na garagem, fazem salgado pra fora. E são todas profissões dignas, honestas, que podem não deixá-las riquíssimas, mas é melhor você ser Atendente do Bob's, ganhar seu salário suado, do que ser podre de rica e ser mencionada numa delação premiada, ou estar num escândalo qualquer.

Então, minha gente, vamos parar de menosprezar as outras profissões? Vamos pensar um pouquinho mais e valorizar quem fica em frente ao fogão fazendo aquele prato chique que você paga uma grana por ele? Ou por aquele pedaço de bolo que, na maioria das vezes, não tem gosto nenhum, mas você paga mesmo assim? Porque sem jaleco, terno e gravata, capacete, avental, boné, e demais uniformes, todos nós somos meros humanos que estamos aqui de passagem. Cada profissão tem seu valor, não é mesmo? Que tal valorizar a sua sem desmerecer a do coleguinha?

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, do interior do RJ, aparece por aqui toda terça-feira, munido de sarcasmo, mau humor, ironia, café, vinho e cerveja, afinal, ninguém é de ferro. Gosta de passeios na praia e de assistir o pôr-do-sol, enquanto espera Olivia Pope aparecer e recrutá-lo para ser um Gladiador de Terno. Fala umas coisas bonitinhas de vez em quando, mas só de vez em quando!
FacebookTwitter


Nenhum comentário: