quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

O Que Você Nunca Pensou em Fazer na Vida?





Não tem muito essa de geração X, Y ou Z; estamos ficando de saco cheio. A rotina é linda, mas só até a página 2. Todo mundo gosta de ter seu tempo para ver séries, ficar em casa fazendo vários nadas e procrastinando no app do Facebook no celular, eu sei. Mas tirando isso, não aguentamos uma rotina. 

Fazer todo dia a mesma coisa no trabalho, por exemplo, é broxante. É preciso ter o elemento novo, um desafio diferente. Uma emoçãozinha a mais. Assim o “de todo dia” se torna interessante. É basicamente como uma relação amorosa. A rotina pode acabar com tudo bem rapidamente. Mas quando se faz algo novo dentro dessa dinâmica de casal, muitas vezes, é a pimentinha que faz aquilo tudo durar. 

Acho que a questão do “novo” tem mais relação ao tédio, que acaba sendo bem maior nos dias de hoje, quando “nada acontece”, do que ser foco de determinada geração, como costumo ler por aí em algumas revistas especializadas. O mundo passou a nos vender inúmeras informações diariamente. Youtubers nascem a cada segundo. Memes morrem em questão de horas. O tempo está a cada dia mais rápido. O engraçado é que quando leio tempo, não penso em algo com seu próprio ritmo, como acontecia antigamente. Ao ler tempo, automaticamente, penso em vinte e quatro horas. Um dia pode ser algo tão longo, eterno, como tão curto, que passa num piscar de olhos. 

O tempo de não cair na rotina é nosso maior desafio. Sair da caixa, fazer coisas novas e, ainda por cima, ter aquele momento de não fazer nada e ficar só vendo o que os outros estão postando e fazendo, enquanto vivem. Essa é nossa rotina, mas que todo dia apresenta uma coisinha nova. Ou é assim que eu imagino...

Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: