quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Ninguém Vai Realizar o Seu Sonho Por Você






É, eu sei. Um pouco duro dizer isso, mas é a mais pura realidade. Todo mundo tem um sonho. De maior ou menor “grandiosidade”, mas possui algo que deseja ardentemente. Mudar para Los Angeles, casar com alguém famoso ou com aquele crush que você vive cruzando no caminho para o trabalho, pode ser seu sonho. E você pode realizá-lo, mas só você. 

A questão de sonhar algo, desejar muito alguma coisa, meio que faz com que a gente pense que isso nunca irá se concretizar. Sonho é um sonho, não significa que deva virar realidade, certo? Errado! Se é seu sonho, se é algo que você quer, ele deve se realizar. Tem que se realizar. Que graça existe passar horas e horas bolando planos para uma coisa que você não acredita de verdade que irá acontecer? Isso é que não tem a menor lógica. E, infelizmente, acaba sendo o que mais encontramos por aí. 

Tem gente que desiste de sonhar por praticidade. Se não desejo e não tenho, não sofro. Tem outras pessoas que desejam escondido. Querem algo, mas fingem que virá no momento oportuno. Se ainda não veio, não era pra ser. Resumindo, existe todo tipo de gente e desculpa para não realizar alguma coisa. 

Recentemente ouvi algo que mexeu comigo. Alguém disse: "Não é determinada pessoa que irá realizar o seu sonho. Ninguém vai realizar o seu sonho por você.". E me pareceu lógico. Senti como se tivesse descoberto o sentido da vida! Passei boa parte dos meus sonhos, reclamando dos outros. Acreditando que eles só não aconteceram por ordens de terceiros. Pode ser que uma falta de ajuda aqui e ali até colaborou pra isso, mas no todo? Eu fui muito mais o responsável. 

Já recebi nãos que me quebraram, mas ajudaram parte do meu comodismo a ficar confortável no canto dele e não precisar se mexer. Afinal, eu tinha o outro pra culpar. Dificilmente, mas muito dificilmente mesmo, a gente consegue levantar a poeira e dar a volta por cima no mesmo momento que leva uma “rasteira”. A gente precisa culpar alguém. Universo, o amigo que acabou se revelando não ser tão amigo assim… Whatever. Culpamos os outros e o mundo. Mas não nos movemos. Ficamos ali feito pássaros feridos, sem saber como se faz para voar e sair do mesmo lugar. 

Saber que seu sonho só depende de você, acredito que já é um começo. Um não é sofrido (de novo, já levei vários), mas ajuda a querer o sim. Buscar o sim deve ser nossa meta. Só com o sim é possível ir além e ficar mais perto do nosso grande alvo: nosso precioso sonho. 

E não vale diminuir o sonho do outro, só porque você considera impossível. O sonho é dele e não seu. Só quem sabe o que quer é que tem ideia do quanto isso é importante. Ah! E se alguém duvida do seu sonho? Tenha certeza que o jogo sempre vira. Mesmo que demore um pouco, mas ele vira!

Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: