quinta-feira, 23 de março de 2017

É Preciso Ter Tesão!





Lembro até hoje quando decidi escrever sobre séries. Era um pirralho. Na casa dos vinte e poucos anos, mas um pirralho. Já sabia, porém, que queria ser roteirista. Só que nada sabia do mundo. Da vida. Era um completo sonhador. E acabei por me jogar no mundo das séries. Era um momento em que assistir séries era o ideal. LOST era série queridinha e muitas outras, como Grey’s Anatomy, estavam chegando para fidelizar um enorme público. Alguns sucessos se encontram no ar até hoje e outros estão finalizando sua jornada de mais de quinze temporadas no ar... 

O que sei hoje sobre o assunto séries, sei do tempo que passei assistindo, lendo sobre e conhecendo todos os jornalistas especializados. Sim, existem nomes do jornalismo que são especializados em cobrir o mundo das séries ou eventos em que informações sobre determinada produção ou o início de uma nova, são amplamente divulgados. Michael Ausiello, por exemplo, é um dos que mais respeito lá fora. Ele criou um site (o TVLINE), que cobre basicamente eventos do mundo das séries. E da televisão americana também, mas não só isso. 

Kristen dos Santos, colunista do E!, também é outra que sigo nas redes sociais e leio eventualmente. Mas o Brasil também tem sua especialista: Fernanda Furkin manteve por vários anos um blog que era atualizado diariamente com notícias só sobre séries, de vários países. Ela sempre foi uma grande fonte de consulta sobre o tema. 

Mas o que me faz escrever esse texto hoje é um pouco da falta que sinto desse Silvestre que descobria o mundo onde histórias eram contadas semanalmente com 42 até 54 minutos no ar. Hoje, infelizmente, pouca coisa me prende ou chama atenção de fato. Poucas séries, no montante que é produzido, que valem a pena acompanhar semana após semana. Se dedicar por 13 episódios ou (muito raramente) 24. 

Falta um pouco do tesão que sentia antes em acompanhar histórias. Torcer por personagens e sonhar com algo que iria escrever que chegasse perto do que estava assistindo. Será que você possui alguma série que possa acabar com essa minha falta de interesse? Aceito dicas!

Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: