segunda-feira, 12 de junho de 2017

Dia dos Namorados Para Solteiros: Guia de Sobrevivência




E então que hoje é Dia dos NamoradosOwww, que lindo, que amor, né? Dia 12 de Junho, restaurantes lotados, filas nos motéis e uma necessidade maximizada dos casais demonstrarem seus sentimentos. Então, se você já tem o seu par, o seu chinelo velho pro pé cansado, a sua metade da laranja, desculpe-me, mas esse texto não é pra você. Porque apesar de hoje ser Dia dos Namorados, eu escrevo pra você, caro amigo encalhado. E para você, querida amiga solteira. Vamos dar as mãos nessa segunda-feira linda, respirar fundo e focar, porque o dia logo logo acaba.

Começo com o óbvio: dane-se se não temos namorado, namorada ou whatever. Vamos levantar a cabeça e tirar o ar triste do rosto? Dane-se que é Dia dos Namorados e estamos sozinhos. Levo para mim uma filosofia de vida que compartilho com vocês: antes só do que mal acompanhado. Mais: agradeça a Deus ou a quem você desejar e acreditar por estar sozinho(a), pois tem cada encrenca nesse mundo que poderia estar do seu lado que, oh!, sorte a sua ter se livrado desse mal. Can I get an Amen up in here?

Mas sei que é uma merda se sentir sozinho nesse dia em que todo mundo parece acompanhado. Liga não, é só impressão e amanhã isso passa. E nem vai adiantar se alugar no Facebook, oferecendo mil coisas, porque sabemos a verdade: se não estão querendo nem de graça, porque iriam pagar aluguel no Dia dos Namorados? É triste, mas é verdade! ;-)

Primeiro passo para a depressão o desânimo do dia passar. Concentre-se no mantra auto-ajuda que eu mesmo criei: estou sozinha(o), sou feliz, minha companhia me basta! Hummmmmmm!!!! Deu certo? Não? Então tá, vamos partir pra próxima!

Filmes, filmes sempre funcionam! Vamos ver filmes, comer pipocas, se empanturrar de comida e cultura pop descartável. Importante: passe LONGE daqueles filmes água com açúcar e se dedique a títulos fúteis e pueris como TransformersAlien e O Senhor dos Anéis. Boa! O Senhor dos Anéis, toda a trilogia mais a trilogia O Hobbit. Só aí já se foram mais de 18h do seu dia. Ou vamos maratonar todas aquelas séries imperdíveis que você tá enrolando a tanto tempo. O importante é se manter ocupado!

Ficar em casa curtindo um filme ou série não é seu estilo? O que fazer então? Vou te falar, você é complicado(a), heim? Você ainda está pensando no motivo de estar sozinho no Dia dos Namorados? Vou usar de psicologia então e te mostrar o lado POSITIVO disso: você não está gastando o seu rico dinheirinho com presentes que você nem sabe se vão agradar ao outro. Afinal, comprar presente de Dia dos Namorados é uma maldição! 

Flores, por mais belas que sejam, MORREM! Ursinhos de pelúcia pegam pó. Jantares são digeridos e a fome volta. Roupa é impessoal e perfume pessoal demais! Pensando bem, quem tem namorado(a) é igual classe média e a torcedor do Vasco: o sofrimento não tem fim! Mais bizarro é pensar que muitos desses casais felizes e sorridentes são os mesmos que passam por mil problemas! Nunca estamos satisfeitos com nada e isso é fato! 

Ajudei? Ah, vi que pintou um sorriso no seu rosto. E se estiver ouvindo música, fuja agora das sofrências e das músicas mela-cueca. Bota a Paradinha pra tocar e vamos rebolar a nossa bunda. É o que tem pra hoje e dá pra se jogar feliz sem desanimar.

E já que está animado, que tal vestir aquela roupinha descolada, procurar uma festa (será que rola festa hoje mesmo sendo segunda? Já tô dando a dica, procurar é seu dever de casa) destinada a solteiros sozinhos no Dia dos Namorados e, quem sabe, já ir preparando o terreno para, no ano que vem, fazer parte de um desses odiáveis casais que hoje causam enjôo aos seus olhos? 

Já você, que encontrou a sua cara-metade, o amor da sua vida, se joga! Por mais que os solteiros se divirtam sozinhos, é sempre bom passar o Dia dos Namorados acompanhado de quem se ama, jurando amor eterno e sentindo fogos de artifício explodindo dentro do peito e borboletas batendo asas no estômago.

Acho so cute os belos e felizes casais que se completam e sabem que por mais atrativa que seja a vida de solteiro, escolheram dividir a uma parte da sua existência um com o outro. É como dizia a Laura, de Carrossel:


No final, o importante é ser feliz: sozinho, acompanhado, junto aos amigos! Mas NUNCA perdendo o bom humor e sabendo que rir de si mesmo é sempre o melhor remédio. 

Mil beijos apaixonados para todos vocês solteiros, encalhados ou acompanhados! Porque eu sou desses, safadinho e chegado num beijo? Duvida, é só pedir o meu contato! #FicaDica ;-)

Leia Também:
Leandro Faria  
Leandro Faria:, do Rio de Janeiro, 30 e poucos anos, viciado em cultura pop em geral. Gosta de um bom papo, fala pelos cotovelos e está sempre disposto a rever seus conceitos, se for apresentado a bons argumentos. Odeia segunda-feira, mas adora o fato de ser o colunista desse dia da semana aqui no Barba Feita.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: