segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Leão





I got the eye of the tiger, a fighter, 
Dancing through the fire 
'Cause I am a champion 
And you're gonna hear me roar 
Louder, louder than a lion 
Cause I am a champion 
And you're gonna hear me roar...
(Roar - Katy Perry)

Não sou uma pessoa muito entendida em signos. Sei bem pouco, aliás. Se me disser a data do seu nascimento e me perguntar seu signo vou fazer cara de "hum, tá, não faço ideia". Mas, devido a um amigo que um dia quis fazer meu mapa astral, posso dizer que sou do signo de leão com ascendente em leão. O que, segundo ele, explica muita coisa. Como sou legal, dou a dica: sua chance é agora, fuja de mim. Ou se aproxime, pois, como diz a descrição do meu perfil no WhatsApp, eu sou um fofo, um querido.

Lembro que ainda bem jovem, eu lia a coluna de horóscopo no jornal e ia direto no signo de leão para ver o que dizia sobre mim. Conforme fui crescendo e expandindo o número de pessoas que eu conhecia, muitas vezes eu conhecia alguém que, sem nem mesmo titubear, dizia: "você é leonino, né?". E eu concordava, achando que a pessoa era muito esperta. O que eu só fui entender depois é que as pessoas que sacam de signos dizem que eu sou um leonino típico. Aceitei, né?

Mas esse texto não é para falar de signos (apenas), mas a introdução serve para pegar carona no animal que me representa no zodíaco e que eu tanto amo, por diversos motivos e maneiras. Acho leões lindos demais. Sua imponência, o ar real e soberano, o rei da selva. Me fascina tanto que, se estou zapeando pela televisão e vejo um leão na tela eu paro ali e fico vendo, seja lá por que motivo for. 

Minha animação preferida? O Rei Leão, é claro. Lembro que vi diversas vezes o filme, adorava o enredo e, preciso dizer, não achava Scar tão vilão assim (sim, tenho uma predisposição para torcer pelos vilões, até nos desenhos animados). Então, já podem imaginar a minha felicidade com a versão live action de O Rei Leão que está sendo preparada e chega aos cinemas em 2019, né? Ansiedade define.

Outra coincidência entre os leões e eu reside até mesmo no meu nome. Leandro é um nome de origem grega, cujo significado é Homem Leão ou Homem Gentil. Sua origem remonta à mitologia grega, que diz que o primeiro Leandro teria sido um jovem apaixonado por Hero, uma das sacerdotisas de Afrodite, que teve um final trágico devido à impossibilidade do seu amor ser concretizado. Bonitinho, eu sei, mas eu fico ainda mais feliz com o significado ipsis litteris do nome ter a ver com o felino que tanto aprecio. 

É um leão também que eu tenho gravado na minha pele, em minha única tatuagem. Eu, que já tinha a imagem da tatuagem guardada há anos, mas que habitava apenas no plano das ideias por eu não ter efetiva coragem de realizá-la, fui surpreendido por uma amiga que, no dia do meu aniversário, me levou a um estúdio e, por isso, decidi fazer. Eu confesso que sofri mais com a ideia da dor de fazer a tatuagem, do que com ela em si. Sendo bem honesto, é uma coisa bem tranquila, que nem dói tanto quanto a gente imagina, sendo até possível relaxar com aquele barulhinho da agulha riscando a pele. Foi assim que no dia do meu aniversário em 2014 eu ganhei esse rabisco aí em cima na minha pele, um leão estilizado (que não é o mesmo do cartaz de O Rei Leão da Broadway, eu juro), que eu adoro muito.

Por uma conjunção de fatores, parece que os leões estão na minha vida e não há como fugir deles. Como se eu quisesse, não é mesmo?



Leia Também:
Leandro Faria  
Leandro Faria:, do Rio de Janeiro, 30 e poucos anos, viciado em cultura pop em geral. Gosta de um bom papo, fala pelos cotovelos e está sempre disposto a rever seus conceitos, se for apresentado a bons argumentos. Odeia segunda-feira, mas adora o fato de ser o colunista desse dia da semana aqui no Barba Feita.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: