sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Melhor Que a Encomenda





Dia desses, estava dentro de um Uber e no rádio estava tocando Help, com a Tina Turner. Já fazia um bocado de tempo que eu não ouvia essa canção. O motorista perguntou se o rádio me incomodava e eu respondi que muito pelo contrário, quando então, ele aumentou o volume. Minha memória voltou a 1984, quando estava iniciando os estudos do nível médio (antigo segundo grau) em um colégio diferente, em outro bairro. Tinha passado a infância inteira somente atravessando uma rua para chegar ao colégio e ter meus amigos por perto quando me vi distante de tudo e de todos, tendo que recomeçar. Lembro que essa música abria a minha fita cassete que eu ouvia no meu walkman no trajeto de ônibus até a escola. Sim, naquele tempo, gravávamos as músicas em fitas cassete Basf 90 encostando o gravador no alto-falante do aparelho de som e torcendo para a rádio não soltar nenhuma vinheta até a música terminar... 

Tina gravou Help para seu quinto álbum de estúdio, o aclamado Private Dancer e eu passei uns vinte anos achando que Help era dela mesmo e não uma versão de Help, dos Beatles, gravada em 1965. Aliás, neste mesmo disco, também tem Let's stay together, muito tocada nas rádios, mas que também era uma versão da canção de Al Green, e 1984, música que fechava o disco, que já tinha sido composta e gravada por David Bowie.

Aí, essa semana eu fiquei lembrando disso e resolvi escrever uma coluna falando de algumas canções que todos nós jurávamos que era de um cantor ou banda, mas na verdade foram compostas e gravadas por outras antes, que nem sempre fizeram tanto sucesso assim. Obviamente não foi o caso de Help, dos Beatles, um estouro mundial... Mas Tina gravou de uma forma tão singular que em momento algum é remetida à canção original do quarteto de Liverpool. Tina fez uma versão especialíssima, só dela.

Help - Tina Turner

Help - Beatles

Uma outra que todo mundo sempre achou que era dela e não é foi a I will always love you, um dos maiores sucessos de Whitney Houston, que ficou mundialmente conhecida em 1992 na voz da cantora americana, que gravou a faixa para a trilha do filme O Guarda-Costas, onde Whitney também atuava, ao lado de Kevin Costner. O que pouca gente sabe é que a música é uma canção original de Dolly Parton, lançada em 1974. 

 I will always love you - Whitney Houston


 I will always love you - Dolly Parton

Cindy Lauper foi outra cantora que ficou mundialmente conhecida com o hit Girls just wanna have fun, gravada para seu álbum de estreia, She's so Unusual, de 1983, mas ela é uma versão da canção gravada pelo cantor americano Robert Hazard, em 1979, mas que não fez sucesso algum. 

Girls just wanna have fun - Cyndi Lauper

Girls just wanna have fun - Robert Hazard 

Já que estamos falando de cantoras, vamos a mais duas: Sinéad O´Connor, que surgiu em 1987 com o excelente álbum de estreia The Lion and the Cobra e hits instantâneos como Jerusalém e Mandinka explodiu com o maior hit de sua carreira em 1990 com o Nothing compares 2 U, que estava em seu segundo álbum I Do Not Want What I Haven´t Got, ganhando inclusive, prêmios importantíssimos na MTV e Billboard. Maaaaas, a canção original, escrita por Prince para o grupo The Family, pouquíssima gente conhece.

Nothing compares 2 U Sinéad O´Connor

Nothing compares 2 U - The Family

E a Natalie Imbruglia, hein? Logo na primeira canção do seu álbum de estreia Left of the Middle, em 1997, fez o maior sucesso com a maravilhosa canção Torn. O mais louco é que, um ano antes, essa mesma canção já tinha sido (re)gravada por uma cantora Norueguesa chamada Trine Rein (que nunca ninguém ouviu)... Eu disse (re)gravada! Sim... Torn, a canção original, está no primeiro disco do grupo americano Ednaswapp, de 1995, e que tem Phil Thornalley (ex-baixista do The Cure) entre seus compositores. Outra canção original que nunca ninguém ouviu... 

Torn - Natalie Imbruglia

Torn - Ednaswapp 

Pra fechar, vamos pro rock... Quem é que não se emocionou com a canção The man who sold the world no Acústico MTV que o Nirvana apresentou em 1994? Tinha gente que jurava que era uma nova canção do trio, sem saber que se tratava do clássico de David Bowie, lançada em 1970.

The man who sold the world - Nirvana


The man who sold the world - David Bowie 

E a manjada Knockin´On Heaven´s Door? Conhecidíssima através do Guns and Roses, que apresentava em seus shows desde 1988 e a gravou em 1991 para o álbum Use your Illusion II, a canção é uma das mais regravadas de todos os tempos. Eric Clapton, Led Zeppelin, Aerosmith, Bob Marley, Pink Floyd, Lana Del Rey, Bruce Sprinsteen, U2, Avril Lavigne, Sisters of Mercy e até Zé Ramalho já fizeram cover e até gravaram em seus discos, mas a original é de Bob Dylan, de 1973.

Knockin´On Heaven´s Door - Guns and Roses 


Knockin´On Heaven´s Door Bob Dylan 

Bem, espero que vocês tenham curtido. Deixem sua opinião e indiquem outras canções aqui para a gente esmiuçar a história! Bom fim de semana!

Leia Também:
Leandro Faria  
Marcos Araújo é formado em Cinema, especialista em Gestão Estratégica de Comunicação e Mestre em Ciências em Saúde. Nas horas vagas é vocalista da banda de rock Soft & Mirabels, um dos membros da Confraria dos Bibliófilos do Brasil, colunista do Papo de Samba e um dos criadores do grupo carnavalesco Me Beija Félix. E também o colunista das sextas-feiras aqui no Barba Feita.
FacebookTwitter


Um comentário:

Berthold Hanisch disse...


Having read this I believed it was really enlightening. I appreciate you spending some time and energy to put this informative article together. I once again find myself spending way too much time both reading and commenting. But so what, it was still worthwhile! paypal login my account