terça-feira, 22 de agosto de 2017

Onde Está a Segunda?, Uma Ficção Científica da Netflix





MENINA DO CÉU! Vou te contar, viu, a Netflix conseguiu ferrar com a minha cabeça nesse final de semana. Primeiro foi Marvel's The Defenders e, logo em seguida, apareceu Onde Está a Segunda?. Eu vou tentar falar sem dar spoiler, mas não sei se vai rolar, porém, vamos tentar.

Num futuro muito distante, Glenn Close será uma ativista política e bióloga conservacionista e irá mudar seu nome pra Nicolette Cayman. Com o mundo entrando em colapso por conta da escassez de água, comida e recursos básicos, ela propõe à Federação instituir a política do filho único, chamada Lei da Alocação Infantil. Pais que tiverem dois ou mais filhos, e mulheres que engravidarem, deverão enviá-los para a Agência, que os colocará em hibernação, chamado de Cryo Sleep. PORÉM... Willem Dafoe, ex-Duende Verde, mudará seu nome pra Terrence Settman, e se verá avô de sete crianças, meninas gêmeas idênticas, tendo que cuidar delas sozinho, já que sua filha morreu no parto, e ele não tem conhecimento de quem seja o pai.

Terrence, então, cria um plano genial: nomeia as sete crianças com os dias da semana, e as cria em segredo, adaptando a casa, treinando-as para se esconderem em caso de visitas surpresas, fazendo parecer que ele só tem uma criança, e as treina para que as sete sejam uma e uma única pessoa: Karen Settman. Cada uma sai de casa no dia de seu respectivo nome e, quando volta, deve relatar às outras o que viu, ouviu, falou, etc.

Elas crescem e o plano segue intacto, com as sete se passando por Karen, maravilhosamente interpretada por Noomi Rapace. Dentro de casa, cada uma tem sua personalidade, mas fora, todas devem agir, falar e até andar como Settman, o que gera muitos e muitos conflitos sobre questões de identidade, individualidade, vida social e mais.

Num belo dia, Segunda vai para o banco onde trabalham, mesmo doente, porém, ela se atrasa, algo atípico. E não retorna pra casa. O que aconteceu? Onde diabos está a Segunda? Terça vai para o trabalho, sem saber se a irmã foi morta, o que geraria a maior confusão, já que todos têm uma pulseira que contém dados pessoais e devem ser apresentadas aos guardas nos postos em suas ruas, e se Karen Settman estivesse mesmo morta, as gêmeas seriam expostas, fazendo tudo ir por água abaixo.

Começa então a busca por informações. As irmãs tentando encontrar a outra, se descobrindo no meio de uma perseguição louca e alucinada pela verdade, sendo colocadas à prova constantemente, num mundo onde são únicas, mesmo sendo iguais.

Onde Está a Segunda? é incrível! Eu fiquei com medo de os vizinhos baterem aqui em casa, de tanto que eu gritava "NÃO! AI! SOCORRO! CORRE! BATE! MATA ELE! AAAAA!", e por aí vai. Foi uma grata surpresa, principalmente por eu ter me desiludido do filme no começo, quando a trama se abriu de um jeito que eu não imaginava, mas acabou me prendendo pela genialidade de várias e várias reviravoltas.

É sério, assistam! É alucinante!

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, do interior do RJ, aparece por aqui toda terça-feira, munido de sarcasmo, mau humor, ironia, café, vinho e cerveja, afinal, ninguém é de ferro. Gosta de passeios na praia e de assistir o pôr-do-sol, enquanto espera Olivia Pope aparecer e recrutá-lo para ser um Gladiador de Terno. Fala umas coisas bonitinhas de vez em quando, mas só de vez em quando!
FacebookTwitter


Nenhum comentário: