quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Anitta no Prêmio Multishow 2017: O Errado Que Deu Muito Certo!





Não adianta. Hoje é quinta-feira, mas o evento mais esperado do mês (ou podemos dizer da semana) era o Prêmio Multishow. E a responsável por isso tem um nome só: Anitta (que também podemos chamar de Anira ou Larissa, mas vocês entenderam o que quis dizer)!

Em 2016 não teve pra ninguém. Anitta pisou no palco do Prêmio Multishow e fez um medley com seus sucessos, ao menos os maiores, e entrou para história. Só que o que ela fez no ano passado não foi nada inédito na história da música pop mundial, mas na brasileira, e do modo como foi feito, meu amor, foi um divisor de águas. Tanto que se você parar para assistir a performance vai achar que aconteceu uns dois anos atrás. E não digo isso porque ficou datado ou algo do tipo, mas Anitta fez tanta coisa de outubro de 2016 até agora, outubro de 2017, que nem parece que só um ano se passou.

Mas quando você faz algo que ninguém espera e dá mega certo, sabe o que acontece? Cria expectativa e expectativa é, por si só, uma grande merda!

E foi expectativa o que senti durante todo o final de semana até o início da terça-feira. Fiz contagem regressiva e tudo. E acabou que entrei na onda e me empolguei com o Prêmio Multishow como um todo, mesmo sabendo que o Prêmio em si tem seus próprios problemas.
O show começou com Valesca cantando seus sucessos sendo seguida por Gretchen. Um número de abertura no mínimo divertido. Depois foi a vez de Karol Conka se juntar a Ludmilla e botar pra tombar todo mundo.... Na teoria! Na prática, a performance não foi tudo o que poderia ter sido. Faltou entrosamento entre Ludmilla e Karol. O que foi uma pena...

Depois foi a vez de ver Simone e Simaria, Maiara e Maraisa, Marília Mendonça, Luan Santana e Nego do Borel cantarem no palco da premiação. Iza também fez o seu debut e mostrou que ano que vem ela retorna pronta pra mostrar que é a nova diva da música pop nacional. Pode escrever o que eu estou dizendo.

Pabllo veio, ganhou prêmio, cantou suas músicas que são hit e estão na boca do povo e também mostrou que aprendeu muito assistindo RuPaul’s Drag Race.

Então, depois de muito esperar e piadas de Tatá Werneck de um lado e Porchat do outro, Anitta entrou no palco. Com um áudio nada favorável e cantando Will I See You. Eu estava nervoso enquanto aquilo acontecia e um aparente áudio com uma risada ao fundo me tirava toda a concentração para o que estava acontecendo no palco. Só queria que fosse épico e desse tudo certo. Mas esse era um sinal que isso não iria acontecer. Não esse ano. Não nessa performance!

Anitta decidiu ficar só de roupa íntima no palco e dançar. Ideia boa, ainda mais que conversava com o clipe da música. Mas, aparentemente, apesar de ser um país onde muito se mostra, mamilos ainda são polêmicos. Assumo que quando percebi que o seio direito da cantora estava à mostra, fiquei mais nervoso ainda! Fiquei preocupado. Ela iria ver e conseguiria se cobrir? A câmera teria que ficar em plano aberto o tempo todo? Será que ela iria conseguir ser avisada? Só que entre Is That For Me e a intro de Paradinha, Anitta conseguiu “arrumar” a situação. E tudo seguiu como, aparentemente, deveria. Mas aí que a empolgação tomou conta novamente e não só o seio direito quis se fazer presente, mas o esquerdo também! Mas tudo muito rápido, mas com a mesma velocidade ficamos constrangidos, eu em casa e Anitta no palco.


E faltava uma música tocar. Aquela que poderia ser a grande salvação da noite. Já que Diplo veio diretamente pra isso, não é mesmo? E quando Sua Cara começou, rolou um rápido questionamento: Com ou sem Pabllo? Enquanto Anitta ainda dançava e Diplo fazia sua aparição, Pabllo entrou na dança e mostrou que não havia ensaiado nada da apresentação. Acabou cantando por cima do playback e se atrapalhando toda. O que só deixou mais evidente o climão que todos negam...Ou negavam...

Mas a apresentação, que acreditava que seria o próximo estouro de Anitta, foi... o oposto. Piadas com os seios da cantora já pipocavam no Twitter e Instagram segundos depois do final da performance. O que se faz em uma situação como essa?

Rimos a respeito! Bem, ela riu sobre isso quando subiu ao palco ao ganhar o prêmio de música do ano, com Sim ou Não, seu sucesso do ano passado que teve participação de Maluma. E nem bem voltou ao seu lugar na plateia, retornou para pegar seu prêmio como cantora do ano. Ali, Anitta aproveitou para falar o quanto sua jornada até a premiação não foi nada fácil!

A noite ainda guardava uma última apresentação “surpresa”. Ao lado de Simone e Silmaria, Loka foi o hit cantado. A premiação decidiu, inclusive, reviver o cenário do clipe. Uma ideia das mais interessantes.

Mas foi ontem, dia seguinte, que um texto de Anitta sobre o assunto me fez admirar ainda mais a cantora. Ela agradeceu, novamente, todos os fãs, família, amigos e parceiros de trabalho por suas conquistas. Citou a participação especial de seus mamilos, mas deixou claro a importância dos prêmios recebidos na noite de terça-feira e o quanto sua jornada musical está só começando.

Já falei inúmeras vezes o quanto admiro a capacidade de administrar a própria carreira que Anitta possui. Ela é ligada, antenada e está sempre um passo à frente para inovar no próprio universo, oferecido aos fãs e indústria. E assim como aconteceu ano passado, essa performance de 2017 foi um novo divisor de águas. Exigiu uma Anitta mais madura e preparada para lidar com imprevistos. E ela conseguiu.

No fim das contas, quando assisti ao vídeo de apresentação novamente (que agora foi retirado do ar pelo YouTube, mas você encontra fácil, fácil no Facebook) você consegue relaxar e curtir a ideia pensada pela cantora e ver que a apresentação está no patamar da idealizada no ano anterior, apesar de não ter aquele mesmo impacto. Mas aí a culpa não é da Anitta, mas da expectativa...

Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: