quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

CheckMate Pra Anitta!





Vocês pensaram mesmo que Anitta não iria causar na reta final deste ano? 2017 foi DELA, então a dona e proprietária iria se fazer presente antes das festas oficiais de "encerramento" dessa temporada de jogos. Afinal, na ceia de Natal, Vai Malandra será assunto obrigatório. E eu adooooro

Mas se lá no início a gente - e acredito que Anitta também - não tinha muita ideia de como seria toda trajetória do projeto CheckMate, o fim, pelo menos, já sabíamos... Seria o clipe gravado com toda pompa em Agosto. Muito se especulou, lá no começo, se esse não seria o start, o primeiro clipe que iniciaria toda a jornada de uma música com clipe por mês. Mas era o final do caminho, a jogada final. Era a consagração de uma ideia/projeto bastante ousado. 

Sinceramente? Por mim, CheckMate duraria um ano. Estava pronto para mais oito músicas e meses de sofrência. Com especulações sobre qual próximo clipe, música, ritmo, língua e parceria Anitta lançaria mão para conquistar o mundo. Fazer teorias sobre os próximos passos de Anitta é um vício. 

Só que a dominação mundial foi gradativa, como ela sempre falou. Paradinha, sua primeira aposta oficial em uma língua estrangeira, fez barulho. Não foi sucesso mundial, mas colocou Anira no mapa. Ganhou atenção, deu entrevista, foi bem visada. Algo que Menina Má fez por ela lá no começo da carreira por aqui em 2011. Depois, com a ideia de jogar xadrez com seus fãs (ou vocês acham que ela jogou esse tempo todo sozinha? Não, ela era a mentora do jogo e possuía aliados, o exercito que convocou lá em Show das Poderosas e que são fieis até hoje. Arrisco até dizer que esse é o tipo de adesão que só cresce com o passar dos anos), Anitta lançou uma bossa "meio" nova, Will I See You, que pegou todos (fãs, curiosos e haters) de surpresa!  Ninguém nunca havia imaginado Anitta cantando algo com aquela "pegada" e a música pegou um público que não costuma ser o alvo da cantora... Trouxe mais atenção para o que ela pretendia. 

Is That For Me, eletrônico simples até, foi o próximo passo. A música chiclete pega que é uma beleza. E foi mais uma forma de reforçar com os americanos e amantes da língua que é possível cantar em outro idioma e continuar mandando sua mensagem. Ela é a protagonista da história, mesmo quando feat. E se a gente pensava que J Balvin e Anitta não teriam um smash hit para este ano, que Despacito foi REI, os dois apresentam a sedução em forma de música: Downtown. Até o momento meu CheckMate favorito. Clipe e música que me deixaram BA-BAN-DO. 

Mas Vai Malandra foi a cereja do bolo, que Anitta sabia que seria desde o início. O que vem deixando os gringos loucos? Funk. Bum Bum Tan Tan, com J Balvin agora, mostra que o ritmo rejeitado por aqui, tem tudo para ser o próximo fenômeno mundial. Anitta sabe. Sempre soube. Mas precisava de público. Atenção. Pessoas interessadas. E ela foi agregando isso clipe após clipe. Até dar este fatality em todos. 

Poderia jogar os números massacrantes de views que Vai Malandra conseguiu na segunda-feira, só com 20 minutos lançados. Dizer o quanto foi visto nas primeiras 24 horas. Dos plays no Spotify ou o fato de Anitta colocar duas músicas no Top 50 Global do Spotify. Poderia dizer que ela já possui mais ouvintes mensais que Lady Gaga, Britney... Poderia dizer tanta coisa, mas prefiro observar todo esse movimento. 

Ah! Não posso esquecer da notícia dada pelos organizadores do Rock In Rio. Anitta será atração em Portugal no ano que vem e também em 2019 por aqui! Sim, Anitta pisará no palco mundo do Rock In Rio. Parte de mim fica triste por saber que Roberto Medina irá ganhar dinheiro com Anitta. Mas sei o quanto isso será importante internacionalmente para ela e também nacionalmente. Ter Anitta cantando, dançando e mexendo a bunda no palco mundo, será uma mensagem direta para todos. Quem não suporta o gênero musical, quem critica o trabalho que ela vem fazendo, quem acha que por vir do subúrbio e fazer sucesso ela seja alguém menor e sem qualidade... Existe uma lista longa de pessoas que serão afetadas com Anitta no palco mundo do Rock In Rio e dançando Movimento da Sanfoninha.

Sei que até 2019 Anitta irá lançar mais uns 10 hits, 20 feats, mas já sabemos que o funk estará presente entre os sucessos que encabeçarão o show no festival de Medina. E isso, por si só, é delicioso de saber. Se Anitta, sem estar no festival, foi assunto praticamente todos os dias, imagina pisando por lá como atração do Palco Mundo. Amor... Não sei mais pra onde essa mulher pode crescer. Só sei que já quero! 

Caso você ainda não tenha assisto. VAI MALANDRA!

Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Um comentário:

Bernardo Z disse...

Cara, este é o pior clipe do ano, não só o pior já feito por ela, com pouquíssimos recursos (achando que brasileiro todo é deste feitio pobre de espírito) e bundas que todos veem na internet a todo momento, ou seja, nada de novo.

Péssimo clipe, pior clipe do ano.