quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Gravadoras, Contratem Glória Groove!





Uma das melhores surpresas dessa semana foi ver o nome de Aretuza Lovi como nova contratada da gravadora Sony Music. Wow, pensei. Mais uma Drag sendo reconhecida e tendo a chance de mostrar o seu trabalho para grande massa. Mas logo em seguida pensei: E a Glória Groove? 

Não quero desmerecer em nada a nova conquista de Aretuza. Já que quanto mais drags visadas musicalmente, melhor, mas não posso negar que Glória Groove merece isso também. Ela é dona de vocais poderosos, presença de palco de deixar muitos babando e dona de composições maravilhosas. Ela já está mais do que pronta para o mercado. 

Recapitulando rapidamente toda sua trajetória musical. Antes de ser conhecida como Gloria Groove, lá em 2002, aos sete anos de idade, Daniel, seu nome de batismo, participou da nova formação do grupo infantil Balão Mágico. Anos mais tarde (mas não tantos assim) fez parte do Programa Raul Gil na Band. Lá foi possível pro little Daniel mostrar toda sua extensão vocal com músicas de Withney Houston e Alicia Keys.



Aos onze anos, já em 2006, participou da novela Bicho do Mato da TV Record. 


Mas em 2016, mais especificamente em março, lançou seu primeiro hino: Dona, que já possui mais de quatro milhões de views no youtube. Em seguida a drag iniciou a turnê Dona Tour, que passou por várias cidades do país. Glória ainda abriu shows de drags internacionais como Adore Delano e Sharon Needles, do reality show mais viciante de todos os tempos: Rupaul’s Drag Race.



Embalada pelo sucesso do primeiro single, ainda no ano passado, Império, segunda música de trabalho da diva ganhou clipe e já ultrapassa mais de cinco milhões de visualizações.



Para tombar tudo e todos, em 2017 chega O Proceder, álbum de estreia de Gloria Groove. E, com letras que falam sobre representatividade gay e drag, o trabalho também mostra um pouco de toda bagagem musical da periferia que Glória também carrega.

A música Gloriosa ganhou clipe, ainda modesto em termos de visualização, só com um milhão e oitocentos mil… Quase nada, imagina. Não satisfeita, lançou em parceria com Aretuza Lovi a música Catuaba, que passou dos cinco milhões de views. E não posso esquecer que ela marcou presença também em Necomancia, single de estreia do álbum Pajubá, de Linn da Quebrada.


Mas você acha mesmo que ela parou por aí? No final de novembro ela lançou Muleque Brasileiro, e o clipe não tem feito feio no Youtube não. A grag tem ganhodo muitos vídeos de reação de Youtubers gringos e todos amam não só sua voz como atitude.



E se você pensa que terminou por aí, está enganado. Junto com Pabllo e Aretuza, contratadas da Sony Music, Glória também tem uma música que será lançada em breve, talvez seja até o próximo hit do carnaval, isso se Vai Malandra permitir, né Anitta?

Espero que uma grande gravadora perceba que existe espaço para mais drags nacionais e receba a Glória Groove do Brasil de braços beeeem abertos. Ela merece essa chance de mostrar o quanto é muito boa no que faz e está prontissima!

Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: