terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Um País a Ser Descoberto Além da Internet e da Televisão





Eu sigo alguns perfis de fotografia e viagem no Instagram. E, observando o que é postado lá, várias vezes me deparo com lugares aqui no Brasil dos quais eu nunca ouvi falar na minha vida. O Brasil é grande, claro, mas por que só se fala sempre dos mesmos destinos?

Justamente por nosso país ser grande, há tantos lugares incríveis escondidos por aí, que nem nos damos conta. Se formos procurar alguma indicação na internet para viajar, nove em cada dez sites falarão das mesmas cidades, das mesmas praias, e por aí vai.

É uma pena que isso aconteça, pois assim perdemos a oportunidade de explorar lugares incríveis que estão escondidos por aí porque ninguém fala deles. É maravilhoso ter a internet para expandir os horizontes, mas, por outro lado, é uma pena que, mesmo com tantas possibilidades, a variedade de indicações não cresça na mesma medida. O que me levou a uma conclusão: a internet é boa, mas indicações de amigos (sejam moradores do lugar para onde você quer ir, seja de alguém que visitou) fazem toda a diferença.

Eu encontrei nesses perfis no Instagram uma forma – não planejada, é verdade – de ter contato com paisagens exuberantes, que eu espero um dia poder visitar. E ter essa constatação me fez perceber o quanto, muitas vezes, somos regidos pela norma. “Ah, se não foi falado no site tal, é porque não deve ser bom”. É irônico como todo o acesso à informação não nos aguçou a curiosidade pela busca. Ainda hoje ficamos limitados, o que é uma pena.

E se isso acontece na internet, que dirá na televisão. São poucas as notícias que se desprendem do eixo Rio-São Paulo. E mesmo aqui em Salvador, não vemos quase nada do que tem pelo interior do Estado. A Bahia é enorme, e sempre fico imaginando quantos lugares incríveis não há interior adentro. Até mesmo aqui na capital, há tanta potencialidade inexplorada pela maioria (eu incluída).

Não precisamos nem ir tão longe. Sem envolver viagens maiores, será que conhecemos tudo o que nosso bairro tem de interessante? Ou sempre vamos aos mesmos lugares? Eu digo por mim mesma que, muitas vezes, a primeira opção ganha. Conforto? Preguiça? Não sei. Fato é que acontece.

Diante disso, deixo aqui um convite: tentemos fazer coisas diferentes, conhecer novos lugares. Não dá para fazer grandes viagens porque a grana está curta? Tudo bem: visite um lugar novo na sua cidade ou até mesmo no seu bairro. Eu, por exemplo, desde que me mudei para cá, em 2012, estou para fazer um tour pelos museus daqui (muitos deles de graça). Vale qualquer coisa. O importante é lembrar que há muito mais a conhecer. Basta um esforço um pouquinho maior. E uma dose de boa vontade também.

E se você que está lendo isso é de Salvador: aceito indicações.

Leia Também:
Leandro Faria  
Carol Vidal é carioca e mora em Salvador há três anos. Jornalista, descobriu sua grande paixão pela Literatura, essa tão encantadora arte de contar histórias. Adora séries de TV, filmes, livros, HQs, música e chocolate, tendo como atual meta de vida tomar vergonha na cara e sentar para escrever todas as histórias que estão na sua cabeça.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: