terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Valorize os Novos




Eu adoro conhecer novos artistas. Aquela sensação de ouvir ou ler algo fora do que estou acostumada e ter contato com formas diversas de fazer arte é algo que há muito tempo faz parte da minha vida. É quase um ritual: descobrir, ir atrás para conhecer mais do trabalho da pessoa, indicar para alguém. 

E assim vamos girando a roda sem depender da grande mídia. A internet, nesse ponto, ajuda muito a quem sabe garimpar atrás de coisa nova. É claro que nem tudo será do agrado de todos, mas o exercício de busca é gostoso e faz parte do processo. 

Todos são livres para consumir arte (seja ela música, literatura ou qualquer outra expressão) da forma que mais lhe aprouver, porém, acho importantíssimo valorizar os novos, especialmente os locais. Na literatura, então, isso é essencial para a sobrevivência de artistas independentes. Nós somos um país de poucos leitores, o que torna árdua a caminhada de quem decide ter a literatura como profissão. 

Eu já ouvi gente dizer que não gosta de ler novos autores. Eu, particularmente, acho um preconceito bobo, pois os grandes nomes já foram iniciantes um dia. Nesse processo atual que estou de escrever meu primeiro livro, ter contato com autores contemporâneos tem sido fundamental. Conhecer o trabalho desses autores e trocar ideias com eles, além de me ajudar como escritora, fez o meu lado leitora se deliciar de satisfação, tamanha a quantidade de coisas legais que ando lendo. 

E se você, que leu até aqui, ficou com vontade de experimentar, os blogs e podcasts literários e o Twitter são onde eu mais conheço gente. Recomendo tentar e ir de coração aberto para novas experiências. Ou pode me pedir indicação também, que terei prazer em ajudar. 

Lembrando que muitos desses autores são independentes, o que significa que cada comentário, resenha e indicação fazem uma diferença enorme. Por isso, não deixe de passar para frente o que você conheceu e gostou. E se prepare: essa busca pelo novo é apaixonante.

Leandro Faria  
Carol Vidal é carioca e mora em Salvador há três anos. Jornalista, descobriu sua grande paixão pela Literatura, essa tão encantadora arte de contar histórias. Adora séries de TV, filmes, livros, HQs, música e chocolate, tendo como atual meta de vida tomar vergonha na cara e sentar para escrever todas as histórias que estão na sua cabeça.
FacebookTwitter


Nenhum comentário: