quinta-feira, 26 de abril de 2018

Cinco Hinos do Axé Music Que Não Podemos Esquecer





Música pop é o vício do momento. Só que no Brasil os ritmos são muitos e ricos, e nós ouvimos de um tudo. Essa semana foi exibida a primeira chamada da próxima novela das 21h da Globo, Segundo Sol, do autor João Emanuel Carneiro, do sucesso Avenida Brasil. E, como não poderia deixar de ser, a chamada veio em em ritmo de axé music, mas na voz de Alcione, já que o protagonista da história é um cantor do gênero que vive no ostracismo até que é dado como morto e volta a fazer sucesso.

Pensando em como esse ritmo anda um pouco esquecido (mas que pode voltar à moda dependendo do sucesso ou não da nova novela), decidi separar cinco hinos que viveram da Bahia e que não podemos deixar morrer.

5) Tonelada de Desejo (Timbalada)


Um dos hinos baianos não poderia ficar de fora dessa lista. Quando visitei Porto Seguro, e isso já tem alguns anos, escutei essa música na orla de uma praia e posso dizer que durante aqueles breves momentos de sol, vento e cheiro de mar, quis ficar congelado naquele lugar. Mas como a vida precisa continuar, hoje estou indicando essa música para alegrar essa quinta-feira maravilhosa de vocês. 

4) Requebra (Olodum)


Se vocês pensavam que foram Anitta, Ludmilla, Kelly Key e Wanessa Camargo fizeram a gente requebrar neste país, estão enganados! Ou chegaram por aqui quando tudo já não era mais mato... Porque, bem antes de nossas deusas pop requebrarem, o Olodum fez um hino que deve ser lembrando por todas as gerações. 

3) A Roda (Sarajane)

E quando o axé music nem se chamava axé, Sarajane cantou um hino que deve ser perpetuado por todos nós: A Roda. Afinal, por quê você vai querer ficar em uma rodinha se ela pode enlarguecer e caber mais gente, não é mesmo? Uma fada sábia dessas, ensinando sobre comportamento humano bem antes das redes sociais. Um ícone à frente de seu tempo. 

2) Swing da Cor (Daniela Mercury) 


Lembro de ainda pequeno dançar e cantarolar essa música. Muito anos 90, sim! Se você nasceu depois de 2000, o tio explica: era uma época em que para fazer amigos você tinha que sair de casa e interagir ao vivo com outras pessoas. Não, não sinto saudade nenhuma disso. 

1) Beleza Rara (Banda Eva)

Não posso deixar de fora o hit que embalou 10 de 10 pessoas há duas décadas. Ivete, antes de se tornar está dona e proprietária do Brasil, começou a conquistar nossos ouvidos como vocalista da Banda Eva e com essa música que tomou o país. Quem nunca repetiu um verso dessa música com um sorriso no rosto? Só quem nasceu nos últimos dez anos, mas é sempre tempo de arrumar isso. Então ouça essa pérola de nossa música.

Faixa Bônus: 
O Mais Belo dos Belos (Daniela Mercury)


A inspiração para coluna de hoje, né, mores? Não podemos deixar esse clássico de Daniela Mercury morrer. Vem comigo e solta a voz no refrão:

"Não me pegue não, não, não! Me deixe à vontade!"

E você, qual sua música de axé favorita? Conta pra mim nos comentários.

Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookInstagram


Nenhum comentário: