sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Retrospectiva 2018 - É Verdade Esse Bilete




Amo retrospectivas.  E, geralmente, nesta época de fim de ano começamos a exercitar a memória para relembrar de fatos que aconteceram ao longo de doze meses.  E, muitas vezes, obviamente, esquecemos.  Ou sequer soubemos que tal fato realmente ocorreu.  Quem nunca se espantou assistindo as tradicionais retrospectivas do Globo Repórter na TV Globo?  Como assim fulano morreu?”... “E será que eu estava viajando em Júpiter quando tal fato aconteceu?

O que temos de concreto é que realmente o tempo é líquido.  O sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman nunca esteve tão certo.  A contemporaneidade e a tecnologia cada vez nos isolam mais.  Vivemos dentro de nossas bolhas, como naqueles filmes de ficção científica, ou num episódio de Black Mirror.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

E Como Vai a Listinha Para 2019?




Sou o rei de ficar listando para vocês o que farei/decidi que farei de "diferente" no próximo ano. Da minha última lista, nada saiu do Word. Mas como elaborar mudanças e escrever essas "listinhas" em folhas soltas de papel é quase uma tradição, nada melhor do que ir matutando o que entrará nessa lista. E não será feito em 2019...

Ler mais. Esse é o meu desejo. Esse ano pensei que fecharia minha conta com uns 30 livros lidos, mas meu máximo acabou sendo só dez. Dez livrinhos que tive o prazer de ter a companhia durante o meu dia e os meus perrengues diários. 

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Direitos Humanos Para Quê?




Nesta semana, comemoramos dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Como se sabe, o Barba Feita é chegado num direito humano e volta e meia vemos por aqui discussões sobre racismo, machismo, homofobia, misoginia... Na minha última coluna falei dos quatro anos que completava fazendo parte do time do Barba Feita. E me dá um baita orgulho em ver que um blog que surgiu para tratar de qualquer assunto acabou tendo seus momentos de levantar bandeiras importantes.

Falar de Direitos Humanos é uma coisa meio estranha... Porque é praticamente falar daquilo que nos é primordial para viver dignamente, mas, ainda assim, é necessário explicar. É impressionante a confusão que se faz dessa questão com a defesa de criminosos... Aquele discurso de “Direitos Humanos para humanos direitos” pode soar sedutor – afinal, é senso comum achar que aquele que faz “tudo correto” (com muitas aspas mesmo) deveria ser reconhecido por isso e priorizado em detrimento daqueles que andam “fora da linha” –, mas é uma verdadeira armadilha.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Dezembro Vermelho: Luta, Consciência, Proteção e Amor




Em 2018 comemoramos 30 anos em que foi instituído o dia 1º de dezembro como Dia de Combate ao HIV. A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde e é celebrada anualmente desde 1988 no Brasil e, pela vultuosidade de ações que passaram a acontecer ao longo do calendário mensal, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou o PLC 60/2017, estabelecendo a campanha nacional de prevenção ao HIV/Aids, incluindo outras infecções sexualmente transmissíveis, estendendo por todo o mês, denominando o evento como Dezembro Vermelho

E como eu venho trazendo colunas de campanhas com discussões sócio-temáticas como Outubro Rosa e Novembro Azul, resolvi, incluir esta, que apesar de ter um foco maior na prevenção do HIV, seu escopo engloba também outras doenças sexualmente transmissíveis e garantir a assistência das pessoas que vivem com o vírus da Aids. 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Mudanças





Tem um episódio de Grey's Anatomy, o primeiro da quarta temporada, que começa com a narração da Meredith falando sobre mudanças. E eu gosto tanto desse episódio e, em especial desse início, que reproduzo o voice over de Meredith Grey abaixo:

“Mudança... Nós não gostamos dela. Nós a tememos. Mas não conseguimos evitá-la. Ou nos adaptamos e mudamos, ou somos deixados para trás. 
É doloroso o processo de crescer, quem diz que não é está mentindo.
Mas a verdade é a seguinte: às vezes, quanto mais as coisas mudam, mais elas continuam iguais.
E algumas vezes, a mudança é boa. E algumas vezes, a mudança é TUDO.”

E ao começar a digitar esse texto, com a voz da Meredith na minha cabeça, eu me perguntava se estamos preparados para as mudanças. Mudança de casa, mudança de postura, mudança de emprego, mudança, em geral. Porque o mundo à nossa volta, mais do que nunca, está mudando. Para o bem e para o mal. 

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

O Desafio de Viver o Tempo




Acho que todos nós temos a mesma impressão: de uns tempos pra cá, nossos dias parecem não ter mais 24 horas, pois entre o raiar do sol e o anoitecer existe somente um simples piscar de olhos.  Esta sensação pode estar relacionada aos nossos afazeres infindáveis, afinal, vivemos em uma rotina atribulada, sem muito tempo para contemplarmos as coisas mais simples.

Já pararam para pensar que quando éramos crianças, os nossos dias eram muito mais longos?  Acordávamos, íamos para o colégio e tínhamos as tardes livres para estudar, brincar, assistir TV e ainda dava tempo de tirar uma soneca antes da janta.  Torcíamos muito para que o mês de dezembro chegasse para comemorarmos o Natal.  No meu caso, dezembro ainda era o mês do aniversário, então tinha torcida dupla.  Eu ficava super ansioso para que o ano terminasse.  E quando a data chegava, o intervalo até o próximo aniversário e Natal era tão longínquo quanto uma viagem para Marte.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Thank U, Next!: Ariana Grande e Uma Carta de Amor ao(s) Ex(s)





Thank U, Next é uma música mega divertida. Quando você ouve pensando em um ex-namorado embuste ou que te fez sofrer por um tempo - mas que já foi superado - se torna quase como um hino de reconhecimento daquela relação que acabou e virou passado.

Ariana Grande, que recentemente terminou um noivado com Pete Davidson e, também, perdeu um ex-namorado, Mac Miller, por conta de uma overdose, decidiu fazer uma homenagem para sua vida amorosa e recriar cenas de filmes icônicos dos anos 2000. 

O que deixou Thank U, Next com a desejada e concorrida marca do clipe do ano, entre os fãs de clipe e da música pop. Lembrando que isso aconteceu na mesma semana em que Miley Cyrus voltou com tudo com Nothing Breaks Like a Heart, parceria com Mark Ronson, com um clipe também bem espetacular... 

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Quando a Publicidade Erra





Não sou um exímio entendedor de comunicação e nunca poderia ser chamado para aprovar campanhas publicitárias antes de irem ao ar. Mas fico impressionado com a quantidade de besteiras que passam pelo crivo desses experts antes de algumas coisas serem veiculadas. Nesse fim de ano, é comum ter campanhas com apelo sentimental e tentativa de nos fazerem chorar. Algumas conseguem, mas não de emoção...

Um desses exemplos foi a campanha da Perdigão, na qual a venda de um Chester garante outro na ceia de quem precisa. A agência de publicidade escolheu atores negros para fazer a família necessitada e brancos (até dá pra ver uma atriz mestiça) pra serem os salvadores favorecidos.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Uma História de Amor e Admiração Pela Imperfeição do Passar dos Anos




Comprovei que, quase tudo o que já foi escrito sobre o amor... é verdadeiro. Shakespeare dizia que o amor é cego. Que ideia mais extraordinária! Pessoalmente, acho que experimento algo parecido. Suponho que penso no amor mais do que deveria. E talvez a minha forma de amar não seja a mais PERFEITA. Admira-me constantemente o poder esmagador do amor em alterar e definir nossas vidas. Para algumas pessoas, de forma inexplicável, o amor se apaga. Para outras, o amor singelamente se vai. Mas é claro, o amor também pode existir, mesmo que só por uma noite. No entanto, existe outra classe de amor: o eterno. Mesmo que seja por somente uma existência terrena. Mas como lidar com o passar dos anos, não só de relacionamento, mas de idade do seu companheiro? Existe uma fórmula mágica para que as relações se tornem duradouras por toda uma existência? De manter o desejo e atração pela pele e pelo corpo, que, como todos os seres humanos, naturalmente perdem a jovialidade? Talvez a admiração, acima de todo o desejo carnal possa ser esse elo indestrutível. Admirar a IMPERFEIÇÃO do outro, tornando-a PERFEITA aos seus olhos.

O tempo traz rugas para a tua pele, embranquece teus cabelos, enfraquece teu corpo.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

The Final Table: o Reality Culinário da Netflix





Desde que o MasterChef estreou na televisão brasileira, os realities culinários se proliferam por aqui (e olha, eu vejo VÁRIOS!). Mas isso não é exclusividade brasileira, tanto que uma boa quantidade dos realities nacionais são versões de outros já conhecidos mundo afora. Assim, nada mais natural que a Netflix ousasse e tentasse pegar uma fatia do público que tanto aprecia o formato.

The Final Table é, dessa forma, a aposta da rede de streaming nessa seara e encontra-se disponível no catálogo do serviço desde o dia 20/11/2018. Mas é uma aposta ousada e gigantesca, já que a fórmula escolhida utiliza competidores de todo o mundo (são 15 nacionalidades entre os participantes, incluindo um brasileiro), todos chefs talentosos e renomados (alguns com várias estrelas Michelin no currículo, quase todos com premiações diversas), sendo avaliados por celebridades e nomes conhecidos do meio culinário.