quarta-feira, 13 de novembro de 2019

"Costa do Brasil" Rima Com "Chernobyl"




Fui chamado de última hora a colaborar com o Barba Feita, para substituir o rapaz das quartas-feiras que não conseguiu dar as caras ainda. Achei uma boa oportunidade, pois há muitas coisas para discutirmos no Brasil e no mundo atualmente... A América Latina está de novo em chamas, com manifestações no Chile contra o governo, cerco contra a Venezuela de Maduro, eleição de Fernandez e Kirchner na Argentina, Bolívia sofrendo golpe de Estado... Tudo isso com um governo brasileiro que abana o rabo para os Estados Unidos de Trump e vota contra Cuba na ONU, apoia senadora fundamentalista que quer expulsar os índios na Bolívia... Olha, tá pesado.

Mas não precisamos ir muito longe para vermos as patetices do atual (des)governo brasileiro... Uma tragédia já se abate sobre o nosso litoral há muitas semanas, sem NENHUMA ação – eu digo NENHUMA – efetiva da União: manchas de óleo se alastram do Maranhão até o Espírito Santo, e, ao que tudo indicam, chegarão em breve à costa do Rio de Janeiro. É o maior desastre ambiental do nosso litoral e nada é feito pelo Planalto para de fato combater. O governo tentou achar culpados, mirou na Venezuela primeiro, depois num navio grego (com óleo venezuelano...) e nada resolveu. A corrente traz o poluente, que já atingiu paraísos praticamente intocados, até o Rio e, talvez agora, possa ser que se cocem... Já que o problema passa a ser no quintal de alguns dos poderosos.

A trupe de Bolsonaro chegou a dizer que não haveria risco de contaminação pela população que comer peixe, porque se trata de um bicho inteligente, que foge das manchas de óleo... Ora, o peixe não sabe nem fugir de anzol e tarrafa – nem Darwin tem salvado eles nessa -, morre pela boca se você der comida demais no aquário... É a base evolutiva dos animais vertebrados, estando muito longe de aves e mamíferos, que, pasmem, também andam sofrendo com o óleo... Que declaração mais infeliz e risível!

Após assistir a Chernobyl, a produção da HBO que foi uma das melhores coisas da TV esse ano, fica impossível não traçar um paralelo... No maior desastre nuclear da história, inicialmente o governo soviético negava a extensão; as pessoas, sem ter noção do que se passava, se expunham à radiação; os cientistas não eram ouvidos, simplesmente por uma questão política... Enquanto outros países já registravam a contaminação no ar e tomavam medidas. O preço dessa ignorância e desse amadorismo no governo nós viemos a conhecer depois: milhares de mortes; incontáveis casos de câncer e outras doenças; gerações futuras com deformidades; alimentos, água e animais contaminados... E até hoje uma área onde o ser humano não pode viver, sequer tocar o solo ou objetos...

Parece estarmos vendo o mesmo em terras tupiniquins, embora possa soar até uma injustiça com Gorbachev compará-lo a Bolsonaro... Vemos voluntários se enfiando no mar e rodando a faixa de areia para, de forma amadora, retirar os resíduos, sem ter noção dos riscos que o óleo oferece. Certamente já há animais e plantas impregnados de contaminação, que pode atingir a milhares de brasileiros. E tudo isso resumido ao governo à capacidade dos peixes em pensar...

E olha que às vezes parece até que muitos pescados têm mesmo mais inteligência do que esses governantes que aí estão... Infelizmente, somente os anos e a História irão nos mostrar a extensão dessa tragédia. Chernobyl é aqui.

Zico Camara  
Zico Camara é filósofo autodidata, conversador de botequim e autor nas horas vagas. Pode não parecer, mas é um otimista e apaixonado pelo seu país.
FacebookInstagram


A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Nenhum comentário: