quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Junior e a Masculinidade Tóxica




Como prometido por mim, fui ao "último" show de Sandy & Junior e que vai virar especial de 7 episódios sobre os bastidores da turnê no Globoplay.  Pois bem, ao fim de todo aquele alvoroço que foi reviver um repertório que a gente sabe cantar de trás pra frente, me peguei pensando em como todo esse retorno da dupla foi mais do que especial para o Junior, que cresceu aos olhos de todos os fãs e haters da dupla. 

Se você acha que hoje em dia existe um machismo forte, não quero nem falar dos anos 90/2000. Durante anos ele sofreu todo o tipo de julgamento. Alguns diziam que não sabia cantar; outros, que não podia dançar; que não deveria ter o cabelo grande; que era muito santinho; e, a grande parcela, que que ele era muito afeminado... De todas as maneiras possíveis, sua masculinidade foi questionada, antes mesmo até dele ter alguma chance de mostrar um mínimo interesse em meninas ou meninos. O famigerado "rótulo" já estava ali esperando por ele. De alguma forma,  Junior já não "representava", aos olhos de outros "caras", o que era ser homem. E ainda bem! 

Fiquei pensando em como deve sido difícil para ele crescer cercado de toda cobrança. Nas piadinhas que deveria ouvir nos lugares em que ia fazer shows, as pessoas dizendo que era uma sombra da irmã, cobrando, cobrando e cobrando uma postura que ele não queria ter... Mas queriam que ele tivesse, não para ele ficar satisfeito ou feliz, mas para que essas pessoas se sentissem mais confortáveis. O mundo estaria, de alguma maneira, girando da forma correta caso ele fosse assim ou assado.

Mas, se você parar para pensar, mais de vinte anos depois, o "modelo" de homem ideal nos dias atuais é o Junior. Em tudo o que o moço foi recriminado ao longo de sua adolescência, hoje não é só visto como uma qualidade, mas chega a ser cobrado que todos os rapazes, que se permitam ser mais sensíveis. 

Entre uma música e outra, Junior derramou umas lágrimas e só o fato de hoje em dia isso ser natural, ser permitido chorar, me veio todo esse peso que ele deve ter carregado durante boa parte de sua vida e carreira. O Junior, hoje, é conhecido pela nova geração pelos vídeos do Youtube. Sim, ele possui novos fãs. O que mostra que o jogo pode ter demorado, mas virou bonito para o irmão da Sandy.

Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookInstagram


A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Um comentário:

Nero disse...

Engraçado como hoje em dia ta proibido ser homem e achar feio comportamentos afeminados, estranhamente está existindo uma repressão de opinião disfarçada. Quer agir como uma garota? Aja, nada te impede, as pessoas tem o direito de te julgar.