quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

2019, Obrigado Por Tudo!




Fiz aquele exercício de reflexão e pensei bastante sobre esse ano que está acabando... Sei que, de uma maneira geral, o ano não foi dos melhores para muita gente, mas acabou sendo bom para mim. Por esse motivo não posso ser injusto e jogar pedra em 2019. Posso, como um bom amigo, chamar em um canto e dizer tudo o que é preciso melhorar.

Foi um ano em que tive que fazer minhas escolhas. De algumas até me arrependo, mas foram necessárias. Foi preciso cada uma delas para me fazer crescer. Conhecer pessoas incríveis e amadurecer como profissional. Só que termino o ano com um frio imenso na barriga. Nunca se sabe o dia de amanhã. Se terei um emprego, se vou conseguir um freela... Se vou continuar trabalhando com o que tanto gosto. Só que não se pode ter medo. Ficar com receio do futuro não resolve nada. É preciso ficar atento ao presente, ao que acontece agora e ponto. 

Não sabemos o que pode acontecer em nosso país amanhã. Demorou um ano, mas os ataques contra democracia, que tanto se temia, já foram iniciados. Fechar os olhos ao que aconteceu na sede do Portas dos Fundos é algo impossível - e é inacreditável o que vemos como supostos autores do crime, com direito a vídeo ameaçador e a interesse desesperado por mídia. E o cheiro que sentimos no ar é que mais está por vir... 

O Brasil de 2020 será bem diferente do temeroso e, por algumas vezes, otimista 2019. Será duro e daqueles que precisaremos de coragem para sair de casa, colocar a cara na rua e seguir em frente com o que acredita. Não vai ser fácil, mas isso a gente já esperava de 2019. E sobrevivemos. Né...?

 Leia Também:
Leandro Faria  
Silvestre Mendes, o nosso colunista de quinta-feira no Barba Feita, é carioca e formado em Gestão de Produção em Rádio e TV, além de ser, assumidamente, um ex-romântico. Ou, simplesmente, um novo consciente de que um lance é um lance e de que romance é romance.
FacebookInstagram


A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Nenhum comentário: