terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Caramba! Meu Dia Só Tem 24 Horas!?




Você já se pegou falando que está sem tempo, que não tem tempo para nada ou que seu dia tinha que ter mais de 24 horas? Sente que vive numa correria danada, sempre sentindo como se estivesse atrasado para todo e qualquer lugar que você precisa ir? Não consegue dormir direito ou ter uma refeição tranquila e completa? Você sente, às vezes, como se a vida estivesse passando rápido demais, como se você não tivesse controle de nada?

Talvez você esteja sofrendo de Desorganização Crônica da Modernidade – codinome sintético para esse estilo de vida atual, onde estar atrasado, ocupado e sempre na correria virou status, mas que não leva ninguém a lugar nenhum. E, acredite: digo isso com propriedade de causa! Inclusive, estou escrevendo este texto nos “45 do segundo tempo”, pois o meu dia foi tão cheio, que sequer me dei conta de almoçar! Mas a correria valeu-me a reflexão de hoje.

Mas, pasmem, a culpa não é do seu trabalho que exige demais de você, ou dos cursos que você faz ou dos seus familiares que demandam atenção permanente. O problema é que a gente se deixa afundar em todas as tarefas diárias e na rotina, nas obrigações e nas contas a pagar e acaba vivendo assim, de salário em salário, levando a vida com a barriga, esperando o dia perfeito em que a gente vai poder realizar todos os nossos sonhos.

Isso porque a gente se acostuma em ter uma atitude reativa em relação à vida, somente reagindo ao que acontece ao nosso redor, ao invés de ser ativo e controlar o nosso tempo e as nossas atividades. E, nesse louco ciclo, a nossa vida vira uma sucessão de tarefas a serem cumpridas o tempo todo e acabamos por deixar sempre para depois os nossos sonhos, para um dia em que teremos tempo o suficiente para dedicar a nossa própria vida. E você já parou para pensar que quando esse fatídico dia chegar, você ou pode não ter idade ou pode não ter mais saúde para aproveitar.

Além disso, enchemos o tempo livre que temos com um monte de atividade que não vão levar a gente a lugar nenhum e que consome muito tempo sem que a gente perceba. Me diz, você já parou para pensar quanto tempo você passa vendo TV ou quanto tempo você fica em redes sociais ou páginas que não vão lhe ajudar em nada? Eu, por exemplo, faço muito isso!

Quando você coloca os seus sonhos como prioridade, automaticamente você precisa criar um plano de como você vai realizá-los. Você precisa organizar o seu dia para conseguir incluir atividades na sua rotina de modo a executar o seu plano criado e, mais importante, você faz dos sonhos algo importante para você. E, desse jeito, você começa a trocar atividades sem nenhuma utilidade por essas atividades que vão executar o seu plano de realização de sonhos.

E isso tem tudo a ver com produtividade, porque você precisa aprender a fazer mais em menos tempo e a ser mais eficiente com seu tempo. E, esse contexto, tem tudo a ver com criatividade também, porque você precisa ter uma atitude não só ativa, mas também criativa em relação ao seu tempo, sabendo o que é importante, o que é urgente, o que você pode delegar e o que você pode simplesmente excluir da sua vida, para que você possa criar e gerar tempo para o que realmente é importante para você.

E porque eu escrevi tudo isso hoje, se eu mesmo AINDA não consigo aplicar ao meu dia-a-dia? Oras, esse espaço, para mim, é quase um momento de reflexão! Aqui, com vocês, me abro e faço de vocês leitores, um amigo virtual para abrir meu coração e parte das minhas frustrações. E, creiam: muitos se identificam e acabam refletindo comigo sobre as mesmas mazelas.

Então, queridos, leiam e reflitam: o que você pode fazer hoje de mais produtivo e que te trará um resultado real, tangível, e principalmente, prazeroso? Deixo vocês com esse pensamento. Desta vez, não esperarei o início de um novo ano (que já está batendo na porta) para rever minhas atitudes e tentar mudar meu futuro que já está logo ali. 

Agora, vou desligar a televisão e preparar o meu jantar e deixar a roupa passada para trabalhar. Assim, já ganho mais alguns minutos de sono amanhã e começo a resolver um dos problemas que tem mais me assombrado: o cansaço! 

Boa semana!

 Leia Também:
Leandro Faria  
Julio Britto: carioca, advogado, amante de telenovelas, samba e axé music. Ator nas horas vagas, fã de Nelson Rodrigues e tudo relacionado a cultura trash. É leonino de 29 de julho de 1980, por acaso, uma terça-feira, mesmo dia da semana colabora aqui no Barba Feita.
FacebookTwitter



A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Um comentário:

Arlinda disse...

Exatamente isso!!!
Grata pela reflexão!