terça-feira, 3 de dezembro de 2019

É Tempo de Festa! Feliz Aniversário, Menino Furacão!





Dia 4 de dezembro é amanhã. Nele, comemoramos, na Igreja Católica, o dia de Santa Bárbara, que na umbanda e no candomblé, é conhecida como Iansã, Orixá dos ventos e das tempestades. O nome Iansã é um título que Oyá recebeu de Xangô. Esse título faz referência ao cair da tarde e pode ser traduzido como "a mãe do céu rosado" ou "a mãe do entardecer". Xangô a chamava de Iansã, pois dizia que Oyá era radiante como o entardecer ou como o céu rosado e é por isso que o rosa é sua cor por excelência, embora ela se manifeste também através do amarelo, marrom e vermelho. Seu dia da semana é quarta-feira. E é nesta quarta-feira, coincidentemente, que se comemora o aniversário do homenageado deste texto. O menino furacão, Marcos Araújo

Não menos coincidente, a personalidade deste cara tem muito a ver com tudo que Iansã representa. Seu raciocínio é rápido e reluzente como o raio. A coragem, lealdade, franqueza e a busca constante por transformações materiais, avanços tecnológicos e intelectuais e a luta contra as injustiças também são traços fortes de seu comportamento. 

Iansã, segundo a tradição, costuma ser saudada após os trovões iluminarem o céu, não pelo raio em si (propriedade de Xangô, ao qual ela tem acesso), mas porque ela é uma das mais apaixonadas amantes de Xangô (por acaso, o Orixá que me rege, seu marido). Se eu sou de religião afro? Não. Mas acredito em destino. E a característica destes dois Orixás é de serem pessoas que tem muita disposição para batalharem pelo que desejam na vida e, raramente desistirem de seus planos. Assim somos nós. E assim temos caminhado...

E nessa caminhada ao lado do menino furacão, todos os dias o conheço um pouco mais.... Assim como com Iansã, tudo em Marcos é pleno, nada fica pela metade, muito menos suas explosões. Aliás, explosões não só de humor intempestivo, mas de muita energia criadora. Criativo e inquieto, o menino fã de David Bowie está sempre à procura de novidades. Tal qual o impacto causado pelos raios, elemento utilizado costumeiramente pelo ídolo em suas maquiagens, nada nos caminhos dele permanece imutável. A busca por inovações, a curiosidade pelas novas tecnologias e a audácia de experimentar o que ainda não foi vivenciado são as verdadeiras paixões dele.

E, apesar de toda essa força para defender tudo que tem e que quer, com muita garra e coragem, sofre muito quando tem perdas nas áreas afetivas. Eu mesmo já estive ao seu lado quando passou por certas decepções e sei o quanto se entristece. Toda essa sensibilidade aflorada pode ser percebida no seu comportamento em defesa dos injustiçados e menos favorecidos. É caridoso e dá muito valor aos esforços que alguém faz por ele, o que o torna um amigo, um filho, um neto, um irmão, um cunhado, um genro e, principalmente, um companheiro muito valoroso. Pena daqueles que não percebem isso!

E nessa explosão de comportamentos, por vezes contraditórios, soltamos fogos para saudar a chegada do meio século desse homem como cara, jeito e disposição de menino. Ele que passa, como um furacão, devastando corações, com cargas eletrizantes de amor e admiração em todos que fazem parte de sua vida. O afilhado de Santa Bárbara. O filho de Iansã. “O homem que caiu na Terra”, pelo ventre de sua mãe para nos trazer felicidade. 

Eparrei Oyá!

Salve Santa Bárbara!

Feliz Aniversário, Marcos Araújo!

 Leia Também:
Leandro Faria  
Julio Britto: carioca, advogado, amante de telenovelas, samba e axé music. Ator nas horas vagas, fã de Nelson Rodrigues e tudo relacionado a cultura trash. É leonino de 29 de julho de 1980, por acaso, uma terça-feira, mesmo dia da semana colabora aqui no Barba Feita.
FacebookTwitter



A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Um comentário:

Márcia Pereira disse...

Grande menino, meu amigo.Marcos Araùjo! Parabéns!