terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Mais Um Ano se Inicia. E Quais São os Seus Planos?





Fim de ano é quase sempre a mesma coisa, já percebeu? Diante dos apelos cotidianos por conta das festas, começam a surgir novíssimos planos, ideias fresquíssimas e uma ansiedade absurda para começar a colocar tudo em prática a partir do primeiro dia do novo ano que se aproxima.

Mas, na real, quem é que realmente cumpre todos esses planos? Ou, ainda, quem é que avalia o quanto aprendeu e o que realizou de significativo ao longo do ano que chega ao fim?

Vale a pena atentar para alguns pontos interessantes de conscientização pessoal para que o período não passe batido mais uma vez. É importante parar para perceber o quanto procrastinamos as decisões importantes e também certas atitudes que realmente promovem mudanças na nossa vida.

Primeiramente pense: quais foram os seus maiores sucessos neste ano? Comece agora a anotá-los numa folha em branco, escreva sobre os momentos em que você foi realmente feliz ao fazer uma boa escolha. O que essas situações trouxeram a você? Satisfação, amor, sucesso, reconhecimento? Pense bem e escreva. É refletindo sobre seus sucessos que você se descobre capaz de realizar o que deseja, mesmo que algumas coisas necessitem de mais empenho ou de mais tempo para acontecer. É através destas reflexões que você pensa em tudo que deixou de fazer.

Não adianta querer resolver todas as pendências que você vem acumulando ao longo do ano. É praticamente impossível! O que é totalmente cabível é agir de modo menos estressante com você mesmo. Isso significa manter a mente e o coração em plena serenidade e agir com cautela, sem esperar muito dos problemas e nem das situações que parecem ser absolutamente positivas. Por isso, se faltou realizar algo, não esmoreça! Atualize novamente a sua lista e continue perseguindo seus sonhos!

Feliz 2020!

 Leia Também:
Leandro Faria  
Julio Britto: carioca, advogado, amante de telenovelas, samba e axé music. Ator nas horas vagas, fã de Nelson Rodrigues e tudo relacionado a cultura trash. É leonino de 29 de julho de 1980, por acaso, uma terça-feira, mesmo dia da semana colabora aqui no Barba Feita.
FacebookTwitter



A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Nenhum comentário: