sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Quem Valoriza Nossa Cultura?





Há algumas semanas rolou um showzaço do Metronomy aqui no Rio de Janeiro. Pra quem não conhece, eles são uma banda indie-eletrônica inglesa que bombou esse ano por aqui por causa da canção The Look incluída na novela A Dona do Pedaço, sendo tema da personagem Kim (Monica Iozzi). Os desavisados até poderiam achar que a canção era recente... Mas não. Essa música é bem antiga. Saiu no álbum The English Riviera, de 2011, um dos mais aclamados do quinteto. 

A nova vinda ao Brasil (eles já tinham dado as caras no RJ em 2011 e 2014) foi para divulgar o sexto álbum recém-lançado, Metronomy Forever, que foi a tônica das apresentações – que também rolaram em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. O disco foi todo gravado pelo líder do grupo, Joseph Mount, que produz discos de uma galerinha do pop eletrônico como a sueca Robyn. Joseph, que em muitas vezes lembra o envergonhado Robert Smith (The Cure) até na forma esganiçada de cantar, tem o costume de gravar tudo sozinho, sem a participação dos demais integrantes da banda.

Por falar nisso... Que banda afiadíssima! Além de tudo, super representativos, formada pela maravilhosa baterista Anna Prior (raríssimo ver uma banda com uma mulher na bateria), o guitarrista/tecladista Michael Lovett e o baixista nigeriano Olugbenga Adelekan, que juntamente com o multi-instrumentista Oscar Cash (primo de Joseph), dão um show à parte com suas dancinhas malucas. Existe até um Tumblr dedicado aos passinhos desengonçados do Oscar, quando está no palco ou nos clipes – vale dar uma conferida clicando aqui

Mas o que eu queria dizer mesmo sobre essa banda que eu sou fã de carteirinha é que fiquei superfeliz quando vi no Instagram oficial deles a paixão que eles têm por... Oscar Niemeyer! Os integrantes foram pessoalmente visitar as colossais obras do arquiteto no Parque do Ibirapuera e o Memorial da América Latina (SP), o Museu do Olho, em Curitiba, e o Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói (RJ). Em um dos posts, inclusive explicam para o apresentador Jolls Holland, da BBC britânica, detalhes sobre as obras do arquiteto. 

Acho lindo quando isso acontece, principalmente pelo fato de ultimamente a nossa arte estar sendo tão bombardeada, desmoralizada e sucateada... Mas, infelizmente, temos esse complexo de vira-latas e de não valorizar nossos principais representantes, que são venerados por todo o mundo. Fico triste demais quando vejo tantos monumentos que poderiam estar limpos, bem iluminados e acessíveis, mas o que vemos é o total desmonte de nossa cultura... Museus são incendiados, cantores proibidos de aparecerem em programas de TV, livros e histórias em quadrinhos sendo recolhidos de feiras e livrarias, peças teatrais sofrendo censura, filmes sendo defenestrados e seres ensandecidos realizando campanhas de boicotes à Netflix.

Que fique então, o exemplo que o Metronomy deu aí pra gente... Vamos valorizar o que é nosso.

Ah, e o show foi incrível. 

 Leia Também:
Leandro Faria  
Marcos Araújo é formado em Cinema, especialista em Gestão Estratégica de Comunicação e Mestre em Ciências em Saúde. Nas horas vagas é vocalista da banda de rock Soft & Mirabels, um dos membros da Confraria dos Bibliófilos do Brasil, colunista do Papo de Samba e um dos criadores do grupo carnavalesco Me Beija Félix. E também o colunista das sextas-feiras aqui no Barba Feita.
FacebookInstagram


A opinião dos colunistas não representa necessariamente a posição editorial do Barba Feita, sendo estes livres para se expressarem de acordo com suas ideologias e opiniões.

Nenhum comentário: