terça-feira, 23 de abril de 2019

Matando Um Dragão Por Dia





Jorge é um homem de 39 anos que passou por poucas e boas na vida até conquistar um mínimo de conforto. Teve uma infância muito difícil, pois sua vida familiar era bastante instável. Apesar de ter pais casados legalmente, sua mãe sofreu muitos anos desassistida da presença do marido. Pelo pouco que se lembra, seu pai era um homem muito mulherengo e teve muitas amantes. Sua mãe, Lida, por ser uma mulher muito apaixonada, aceitava o seu retorno, após longos períodos de ausência, com a promessa de mudança comportamental do marido. Porém, essa mudança nunca acontecia. 

Dadas as dificuldades financeiras, Lida passou a trabalhar de copeira em um bar próximo de casa para que pudesse pagar as contas de casa, já não mais honradas pelo marido. Lida contava com o apoio financeiro dos seus dois filhos mais velhos, João e Geórgia, com dezoito e dezessete anos respectivamente – que já trabalhavam –. mas os salários eram muito pequenos, não garantindo a subsistência de Jorge e Diocleciano, os irmãos mais novos, que tinham 13 e 6 anos de idade. Na época, sentindo a ausência constante do pai, Diocleciano, o caçula, desenvolveu um quadro de diabetes emocional, o que trouxe mais um problema a ser administrado por Lida, naquela rotina já tão dura. Jorge lembra-se de levar a mãe ao portão de casa, nas madrugadas, despedindo-se dela e de seu irmão mais novo, que caminhavam sob a neblina dos dias frios, em busca de um dos primeiros lugares da fila de atendimento do posto de saúde local.

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Sana




Distrito do município fluminense de Macaé, o Arraial do Sana está localizado a 165 kms do Rio de Janeiro e também é conhecido como o “Paraíso das Águas”. Encravado entre morros, o nome faz jus ao local, devido à abundância de córregos, rios e cachoeiras do distrito, lugar de beleza ímpar. E foi esse o meu destino em uma fuga do Rio no final de semana do feriadão, onde relaxei e procurei descansar por três dias em que o sol esteve presente e os dias foram lindos e iluminados. 

Para começar, procuramos hospedagem a acabamos optando pela Pousada Poço da Canoa. Composta por chalés simples, a pousada é bastante agradável e a proprietária, Paula, foi super querida ao corrigir um erro que cometi na hora da reserva: por desatenção, reservei pra uma semana antes da Semana Santa. Felizmente, conseguimos corrigir o equívoco e, por sorte, vagou um dos chalés para o feriado. Ficamos todos felizes, principalmente o Chico, nosso cachorro, que adorou a propriedade e se encantou com o cheiro de grama e do córrego da Glória, que passava atrás da propriedade.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

A Memória e as Cinzas




Nesta última semana, o mundo foi surpreendido pelo trágico incêndio em um dos locais mais visitados por todo o mundo: a Catedral de Notre-Dame, em Paris.  Construída no século XII, levou cerca de 200 anos para ser concluída e, atualmente com mais de 850 anos, guarda relíquias do catolicismo, como fragmentos do que poderia ter sido a coroa de espinhos de Jesus Cristo, um pedaço de madeira da própria cruz e um prego utilizado na crucificação.  Ali foi realizada a coroação de Napoleão Bonaparte a imperador e a beatificação de Joana D´Arc.  Em 1314, os templários também teriam sido queimados vivos em uma fogueira, na frente da catedral, condenados pelo Papa Clemente V, influenciado pelo rei Filipe IV, que acusaram os templários de blasfemarem contra a Igreja.  Também teve grande influência na literatura do período romântico quando Victor Hugo escreveu, em 1831, um de seus mais famosos livros, O Corcunda de Notre Dame, cenário da história de Quasímodo e da cigana Esmeralda.  Notre-Dame ainda resistiu a duas guerras mundiais, à ocupação nazista e à Revolução.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Seis Séries Para Maratonar no GloboPlay




Feriadão chegando e você tem a desculpa perfeita para ficar jogado no sofá assistindo aquela série que todo mundo vive falando para você maratonar. Só que, dessa vez, nossa dica não são com séries disponíveis na Netflix ou na Amazon Prime. Vamos falar do GloboPlay e do ótimo catálogo que o streaming nacional vem montando para os fãs de séries.

Preparados para nossas dicas?

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Sobrenome: Geminiano




Sou uma pessoa interessada em astrologia. Adoro signos, algo que herdei desde a época em que era fanático por Cavaleiros do Zodíaco (além de aprender a gostar de mitologia grega pelo mesmo motivo). Desde pequeno sei que sou geminiano, na adolescência descobri meu ascendente em Peixes e, já adulto, a Lua em Sagitário. Mais recentemente, tive contato maior com o meu mapa astral, em especial por meio da minha terapeuta, que tem essa visão mais, digamos, mística agregada à ciência. Descobri que tenho Libra na casa 07 e Vênus em algum lugar importante que não me lembro agora... Enfim, eu gosto e acho fascinante. 

Algo que aprendi é que, assim como na vida real, mapa é mapa e terreno é terreno. Uma coisa é o que uma leitura aponta, outra é o que se vivencia e traz de acidentes geográficos, desgaste pelo tempo, intempéries, ação do homem... Serve no sentido literal e no figurado também. Por isso, nunca posso afirmar exatamente que uma pessoa é igual à outra porque nasceram sob o mesmo signo, mas consigo traçar similaridades em muitos casos. Já adivinhei signos só de analisar o comportamento de alguém. Ainda assim, ultimamente ando observando um comportamento que me despertou a curiosidade: tem muita gente usando os seus signos praticamente como um sobrenome. 

terça-feira, 16 de abril de 2019

Avareza: O Excesso que Desemboca em Todos os Pecados




O último pecado da série que temos escrito nas últimas semanas, inspira-se na urgente e ilimitada vontade de querer mais - independentemente do que seja, se você já tem em quantidade suficiente ou qual o impacto que esse desejo exacerbado pode ter para o próximo. A AVAREZA é a materialização de uma forma insaciável de se ter o excesso de algo – geralmente material. Sob a ótica teológica, ela nos faz ultrapassar os limites das nossas verdadeiras necessidades, uma GANÂNCIA sem fim. Na semana em que o mundo está envolto à eventos relacionados à Páscoa, escolhi este tema para encerrar nossas reflexões e dividir com vocês as minhas angústias em (tentar) entender o que está por trás dessa COBIÇA desenfreada que se desenvolveu ainda mais com o passar dos séculos e tem dominado o comportamento humano.

Resolvi, como fechamento, fazer um paralelo deste pecado com todos os outros que discorremos aqui nas últimas semanas e, claro, dar aquela pitada de crítica social. A avareza, em verdade, não está apenas na busca cada vez maior pelo dinheiro e pelo poder. Nossa ganância também está na comida, no sexo, na intolerância com o outro e que gera a raiva, na preguiça excessiva, na soberba de nos acharmos melhores que o outro e na inveja de queremos o que não é nosso, sem nem precisarmos daquilo. 

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Jean





Na semana passada, Conversa Com Bial, programa da Globo que, em seu começo tinha a missão de "substituir" a vaga deixada por Jô Soares na programação mas que acabou mostrando seus próprios méritos, retornou para uma nova temporada. E, entre as atrações desse retorno, grandes entrevistas com Sergio Moro (que em cada vez que abre a boca mostra-se mais como um grande imbecil despreparado que foi alçado ao status de "justiceiro", sendo na verdade uma pessoa bem da medíocre), Olavo de Carvalho (senti nojo vendo a entrevista, de verdade) e Jean Wyllys, o ex deputado que cumpre um auto-exílio na Europa.

Todo mundo sabe quem é Jean Wyllys. Ou deveria saber. O agora ex-deputado do PSOL tornou-se celebridade e conhecido em todo o país em 2005, quando venceu a edição daquele ano do Big Brother Brasil. Em uma das edições mais memoráveis do programa (a mesma que alçou Grazi Massafera à fama), foi vista a homofobia de uma certa classe brasileira jogada no ventilador no horário nobre da maior emissora de televisão do país. E, o mais surpreendente, vimos um país inteiro enamorar-se e sagrar vencedor aquele que hoje, certamente, seria o primeiro eliminado do programa.